• Visualizações 1118

O sinuoso do Sul do Brasil: Um novo olhar, um novo rio

Fotógrafo Guto Maahs e jornalista Martin Behrend lançam livro que destaca as belezas da bacia hidrográfica do Rio dos Sinos. Portal novohamburgo.org entrevista os autores.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Rio dos Sinos é belo. Difícil de acreditar, não? Só mesmo um outro olhar para revelar suas belezas. Afinal, o descaso com as águas não é novidade.

O fotógrafo Guto Maahs e o jornalista Martin Behrend decidiram chamar a atenção dos mais de 1,3 milhão de habitantes dos 32 municípios que compõem a bacia hidrográfica: as águas ainda são límpidas e a natureza resiste à ação dos homens.

Lançado no dia 17 de agosto, Rio dos Sinos: O Sinuoso do Sul do Brasil tem 180 páginas, com cerca de 200 imagens. A obra foi produzida em aproximadamente um ano e envolveu uma pesquisa realizada pela Universidade Feevale. Roteiro, projeto gráfico, imagens e textos compõem o trabalho.

COMO COMPRAR – Exemplares já estão disponíveis em livrarias hamburguenses (Flama, Simusinos, Cultural – Feevale, Mapa, Banca 41). Também é possível adquiri-los através do e-mail contato@umcultural.com.br ou pelo telefone 51 – 30666229. Custam R$ 60,00 e titulares do Cartão do Assinante Jornal NH pagam R$ 50,00.

Manifesto às novas gerações

Guto Maahs acredita que o livro possa servir para a preservação do Sinos. Foi o que o fotógrafo defendeu no evento de lançamento, na Fundação Scheffel. “Pode ajudar  as gerações futuras a perceber o rio de uma outra forma”, destaca o fotógrafo, que comemora o sucesso do trabalho: “O Rio dos Sinos invadiu a Fundação Scheffel essa noite”.

A obra é uma espécie de manifesto pela beleza das águas. Ao revelá-las, as valoriza. Pelo menos é no que aposta Martin Behrend em entrevista ao Portal novohamburgo.org. “O Rio dos Sinos é um patrimônio nosso. Um patrimônio que se lá atrás não foi dado o devido valor, é hora de esquecer”, argumenta o jornalista. “É hora de vê-lo de uma outra forma.”

FINANCIAMENTO – O projeto é da produtora Um Cultural, financiado através da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura. Patrocinador exclusivo, o Consórcio Nova Via, que executa a extensão da Linha 1 do Trensurb de São Leopoldo à Novo Hamburgo, se diz satisfeito com o resultado.

Quem representou o conjunto empresarial no lançamento foi o engenheiro Nilton Coelho. “A gente é de fora, por isso viu aquela mortandade no rio pela TV”, lembra o paulista. “Quando surgiu a oportunidade de participarmos desse projeto, não tivemos dúvidas. É importante valorizar as coisas boas do rio.”

Coelho explica ainda a política de valorização da cultura adotada pelo Consórcio Nova Via. “Sabemos que uma obra como essa do trem sempre causa transtornos. Então, nada melhor do que deixar uma lembrança positiva para a região, como esse livro”, finaliza o engenheiro.

FOTOS: divulgação / VERSÃO FINAL Comunicaçãoversaofinal@uol.com.br

Compartilhar

Hospitais em Porto Alegre seguem superlotados

Avançar »

Serviços empregaram 6% mais em 2008 no Rio Grande do Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*