Campo Bom também inicia 2ª etapa da vacinação contra gripe A nesta segunda-feira

Mais de 30 mil campo-bonenses devem ser imunizados nos três meses de campanha, que prioriza gestantes, crianças de 6 meses a 2 anos incompletos e  população com doenças crônicas

A partir de segunda-feira, 22, começa mais uma etapa de imunização da população contra o vírus H1N1 em Campo Bom.

Nessa etapa devem ser imunizadas gestantes, crianças de 6 meses a 2 anos incompletos de idade e a população com doenças crônicas (até 59 anos).

Segundo a coordenadora do programa de imunizações do município, a enfermeira Quênia Arrais, nessa etapa se encaixam grupos que tem prioridade, pois sofreram mais com a pandemia do vírus H1N1 no ano passado.

A previsão é que cerca de 30 mil campo-bonenses sejam vacinados contra o vírus ao longo dos três meses do programa de vacinação, que deve encerrar em maio. A idéia é prevenir a população contra uma nova pandemia do vírus com a chegada do frio, que baixa a resistência do organismo.

Grupos

Serão vacinados os trabalhadores de saúde que estarão envolvidos com casos suspeitos de gripe A, gestantes, crianças de 6 meses a 2 anos incompletos, população com doenças crônicas, pessoas com mais de 60 anos que possuem doenças crônicas e a população de 20 a 39 anos. Confira abaixo os grupos a serem imunizados e as datas da vacinação.

Período de Vacinação da Gripe A – Grupos

De 8 a 19 de março – Trabalhadores dos serviços de Saúde (encerrado)

De 22 de março a 2 de abril – Gestantes e crianças de 6 meses a 2 anos incompletos de idade e população com doenças crônicas (diabetes, doenças cardíacas, respiratórias, hepáticas, renais e hematológicas, imunodepressão e grande obesidade – grau 3)

De 5 a 23 de abril – População entre 20 e 29 anos de idade

De 24 de abril a 7 de maio – População com mais de 60 anos de idade que possui doenças crônicas (mesmo período em que todos os idosos estarão sendo vacinados contra a Influenza sazonal.

De 10 a 21 de maio – População entre 30 e 39 anos

IMPORTANTE: As vacinas podem ser feitas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que deverão definir horários ampliados para atender a população. O Centro Materno também atenderá a população a partir do dia 22 de março, das 8h às 20h. Além disso, haverá dias especiais de vacinação, como na Festa da Vida, dia 17 de abril.

Conforme o Ministério da Saúde, a cada fase será encaminhado ao município as doses referentes ao grupo que deverá receber a vacina naquela fase. É importante que as pessoas compareçam para a vacinação munidas de suas cadernetas de vacinação. A vacina imuniza a pessoa a partir de duas semanas de sua aplicação.

Dias Especiais de Vacinação:

27/03 – Centro Materno Infantil, das 8h às 17h

17/04 – Na Festa da Vida – no Parcão

24/04 – Centro Materno Infantil, das 8h às 17h e UBSs Santa Lúcia e Paulista, das 8h às 12h

Informações PMCB

FOTO: reprodução/ badaueonline

Compartilhar

Vídeo mostra momento em que advogada é abordada por bandidos

Avançar »

Pesquisa da SSP indica queda da criminalidade no Rio Grande do Sul

3 comentários

  1. sueli torres
    18 de março de 2010

    e as pessoas que tem entre 2 a 19 anos e de 40 a 59 não serão vacinados

    Responder
  2. Ministério da Saúde
    18 de março de 2010

    Cara Sueli,

    Neste primeiro momento a população saudável dessas faixas etárias não estão inclusas na campanha de vacinação.

    O público-alvo foi definido dentre as pessoas que correm maior risco de desenvolver uma forma mais grave da doença. Após esta campanha, de acordo com a situação epidemiológica e com a disponibilidade da vacina, outros grupos poderão ser vacinados.

    Att,
    Ministério da Saúde
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Responder
  3. iraci
    19 de março de 2010

    tenho 48 anos, meu marido 49 e minha filha 18 nenhum está no calendario de vacinação, como podemos nos vacinar, onde encontramos a vacina com preço que seja possível pagar e que seja uma vacina confiável, pois minha filha resfria com facilidade e é estudandante está muito exposta,. Outra pergunta paciente com cancer é considerado paciente com doença cronica? Obrigada.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*