Chuvas provocam prejuízos na Região Sul

O Rio Grande do Sul e Santa Cantarina ainda sofrem as consequências das chuvas dos últimos dias. Para hoje, também há previsão de chuvas, embora com menor intensidade. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as precipitações nessa região seguem até a próxima quinta-feira, 1º de outubro.

A previsão é de chuvas menos intensas hoje e amanhã, porém, nas regiões mais fragilizadas ainda podem ocorrer deslizamentos de terra e transbordamento de rios. A frente fria que atingia a Região Sul se deslocou para o Sudeste do Brasil e já chegou ao litoral paulista (Santos) e Sul de Minas Gerais.

A Secretaria da Defesa Civil de Santa Catarina confirmou a morte de uma pessoa em decorrência das chuvas, que provocaram prejuízos em 59 cidades do estado, incluindo as regiões Oeste, Meio-oeste, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Sul. A vítima é Clóvis Roberto Belin, 30 anos. Ele atravessava de carro uma ponte alagada, ontem (28), quando foi arrastado pela correnteza. Ele chegou a ser socorrido pelos bombeiros, mas não resistiu.

No Rio Grande do Sul, cerca de 75 mil pessoas foram atingidas pelos temporais em 53 municípios castigados pelas fortes chuvas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as rodovias na Região Sul também sofrem as consequências das chuvas intensas. No Km 164 da BR 280, em Mafra (RS), há indícios de que o asfalto começa a apresentar fissuras. Está sendo estudado o bloqueio dessa rodovia a partir das 19h de hoje. Caso isso ocorra, haverá necessidade de desvio dentro do município.

No Km 93, da mesma estrada, no município de Corupá, houve uma queda de barreira. O trânsito flui em meia pista, controlado pela PRF. No local, há forte incidência de neblina, que dificulta a visibilidade, além de trechos com muitas curvas.

Outra área que começa a calcular os prejuízos é a agricultura. As fortes chuvas, acompanhadas de granizo, causaram danos na produção de hortaliças, especialmente na região da grande Florianópolis. Em Antônio Carlos, o município catarinense mais afetado, estimativas iniciais calculam perda de 80% das hortaliças plantadas, especialmente as folhosas (alface, couve, brócolis) que, em alguns casos, tiveram perdas totais. Os municípios vizinhos (Angelina, Biguaçu, Governador Celso Ramos) também tiveram prejuízos significativos. O conjunto dessas perdas poderá resultar em problemas de abastecimento. Plantações de trigo, milho, feijão e banana também contabilizam danos.

Agência Brasil

Compartilhar

Nota de Esclarecimento do Detran/RS

Avançar »

Governadora lança Portal EmpregaRS em Estância Velha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*