Começa em São Paulo quarta etapa do julgamento do Carandiru

Expectativa é que julgamento dure de cinco a seis dias. Massacre ocorreu no dia 02/10 de 1992, quando 111 detentos foram mortos e 87 ficaram feridos durante invasão policial para reprimir uma rebelião no Pavilhão 9.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

Doze policiais militares, integrantes do Grupo de Operações Táticas Especiais – Gate, serão julgados, a partir desta segunda, dia 17, pela morte de dez presos e pela tentativa de homicídio de mais três que ocupavam o quinto pavimento da extinta Casa de Detenção do Carandiru.

É a quarta etapa do julgamento no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista. O julgamento será presidido pelo juiz Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo.

A expectativa é que o julgamento dure de cinco a seis dias. O Massacre do Carandiru ocorreu no dia 02 de outubro de 1992, quando 111 detentos foram mortos e 87 ficaram feridos durante invasão policial para reprimir uma rebelião no Pavilhão 9 do Carandiru, na zona norte da capital.

Por envolver grande número de réus e de vítimas, o julgamento foi desmembrado em quatro etapas, de acordo com o que ocorreu em cada um dos quatro pavimentos do Pavilhão 9.

O julgamento terá início com o sorteio de sete pessoas que vão compor o Conselho de Sentença. Em seguida, serão ouvidas as cinco testemunhas de acusação, as seis testemunhas de defesa e os réus.

Informações de agência br

FOTO: reprodução / terra

Compartilhar

Prévia do PIB tem crescimento 1,26% em janeiro

Avançar »

“O preso não sai recuperado daqui”, diz Barbosa sobre Presídio Central

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*