• Visualizações 580

Perícia em restos mortais de Jango pode levar até um ano

Esse primeiro procedimento servirá para confirmar se os restos mortais exumados são do ex-presidente. Resultado do teste deve sair em uma semana.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Logo após a cerimônia na qual Jango recebeu honras de chefe de Estado em Brasília, na quinta-feira, dia 14, dois filhos do ex-presidente, João Vicente e Denise, foram ao Instituto Nacional de Criminalística realizar coleta de material para o exame de DNA.

Esse primeiro procedimento servirá para confirmar se os restos mortais exumados são do ex-presidente. O resultado do teste deve sair em uma semana.

Os mesmos 12 peritos que participaram da exumaçãoem São Borja – oito brasileiros, duas argentinas, um uruguaio e um cubano – ficarão em Brasília até que se conclua a análise dos restos mortais.

O perito da Polícia Federal que coordena os trabalhos, Amaury Martins de Souza Júnior, disse que as conclusões poderão levar até um ano. A família de Jango acredita na hipótese de assassinato por envenenamento. Oficialmente, ele morreu após ataque cardíaco.

O primeiro passo da perícia será a recolha de material orgânico dos despojos para iniciar a análise toxicológica. Os peritos pretendem recolher material suficiente para liberar os restos mortais de volta a São Borja no dia 06 de dezembro.

Informações de CP

FOTO: reprodução / Marcello Casal / ABr / divulgação

Compartilhar

Busca por crédito aumenta 6,5% em outubro

Avançar »

Feriadão registra 2,2 mil acidentes com 101 mortes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*