• Visualizações 3306

Distrito Federal proíbe venda de armas de brinquedo

Medida passará a valer a partir de julho de 2014. Empresas que descumprirem medida deverão pagar multa de até R$ 100 mil.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Estará proibida a venda e fabricação de armas de brinquedo no Distrito Federal a partir de julho de 2014.   As empresas que desobedecerem as regras poderão ter a licença de funcionamento cassada e ter que pagar multa de até R$ 100 mil.

Com a medida, o Distrito Federal será o primeiro no país a impedir a circulação deste material. Entre os produtos que vão passar a ser proibidos na capital, estão brinquedos que disparam balas, bolinhas, espumas e laser. Também estão incluídos na lista aqueles que produzam sons ou que faça associação às armas de fogo.

De acordo com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, a proibição pode afastar os jovens e adolescente do universo das armas. “Se nossas crianças são educadas na cultura de não violência, quando chegarem à adolescência e forem apresentadas às armas terão todo o conhecimento para evitá-las e isso é um exemplo que queremos levar para todo o Brasil”.

O especialista em segurança Daniel Lorenz, acredita que com a retiradadas armas de brinquedo do mercado, cairá o número de violência nas ruas.

“A polícia tem registro desses simulados, réplicas e até armas coloridas que, ao serem pintadas de preto, passam como uma arma de verdade em um momento de um assalto. Fica muito difícil para uma pessoa leiga descobrir que aquilo ali não é uma arma de verdade”, ressalta.

Informações de Agência Brasil e Portal G1

FOTO: ilustrativa / jornalbomdiars.com.br

Compartilhar

Laudo aponta doença mental e compara filho de PMs a Dom Quixote

Avançar »

Número de mulheres assassinadas cresceu após criação da Lei Maria da Penha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*