Copa das Confederações e manifestações contribuem para queda na inflação

Protestos que fizeram comércio fechar mais cedo e mudanças de hábitos geradas pelo evento esportivo contribuíram para redução, aponta pesquisa.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Recentes eventos envolvendo o país causaram impacto sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, que mede a inflação brasileira. Em junho, esta taxa chegou a 0,26%, o que corresponde a 0,11 por cento a baixo do que maio.

Em função das manifestações que marcaram o país no mês anterior, comerciantes fecharam seus estabelecimentos mais cedo, o que causou queda nos preços em diversos grupos, como o de alimentos, pela redução da demanda.

“Além de o comércio ter sido fechado por muitos dias por causa dos protestos, o clima da Copa modifica hábitos de consumo, como comer mais fora, ou direciona para determinados bens de consumo. Houve um junho atípico”, avaliou a coordenadora de índice de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos.

Já a Copa das Confederações contribuiu para a elevação dos preços das passagens aéreas. O índice chegou a -3,43% em maio e, em junho, a 6,71%, com mais de 9% de diferença. Outros item influenciado pelo evento esportivo foi os alugueis, com alta de 0,29 ponto percentual em junho (1,04%) em relação a maio (0,75%).

A queda das passagens de ônibus, que iniciou a partir do dia 20 em algumas capitais, influenciará a taxa de julho. Em São Paulo, os itens trens e ônibus urbanos devem cair 4,5% . Recife, Fortaleza e Curitiba devem ter redução de 3% nos ônibus urbanos.

Informações de Agência Brasil

FOTO: reprodução / Portal R7

Compartilhar

Após polêmica, Calheiros diz que usou avião da FAB como “presidente do Senado”

Avançar »

Brasil cobra explicações aos Estados Unidos sobre espionagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*