• Visualizações 643

Contraf-CUT: Mortes em assaltos a banco sobem 16,3% em 2012

Levantamento foi feito com base em notícias divulgadas na imprensa. SP, BA e RJ lideram mortes, maioria dos casos é em “saidinhas de banco”.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Pesquisa realizada pela Contraf-CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro e divulgada nesta quinta-feira, dia 10, aponta que 57 pessoas foram assassinadas em 2012 em assaltos a bancos. O número é 16,3% superior a 2011 e 147,8% maior que 2010, diz o órgão. No ano passado, a média foi de quase 5 mortes por mês.

O levantamento nacional foi feito com base em notícias divulgadas na imprensa e teve apoio técnico do Dieese – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos.

Com base nas notícias contabilizadas, encabeçam o ranking São Paulo (15 casos), Bahia (8), Rio de Janeiro (7), Ceará (4) e Paraná  (4), e Alagoas e Rio Grande do Sul, ambos com três casos registrados em 2012. Na Bahia, em 2012, havia ocorrido apenas uma morte registrada pelo levantamento.

A principal ocorrência registrada (53%) foi o crime de “saidinha de banco”, como são chamados os roubos ocorridos a clientes após um saque. Foram 30 mortes.  Em segundo lugar aparece estão os assaltos a correspondentes bancários (locais que prestam serviços de banco, como lotéricas e agências dos Correios), com 9 mortes (16%). Em seguida estão os assaltos a agências, com 8 mortes (14%).

Dentre as vítimas, a maioria são clientes de bancos (33), outros nove foram vigilantes e em seis casos, policiais. Dois funcionários de agências também foram assassinados em assaltos. Para o presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro, o aumento das mortes “é preocupante” e mostra que deve ser aumentado o investimento em segurança.

O órgão defende que haja uma atualização nos estatutos que regem a segurança privada, para incluir equipamentos de proteção e medidas mais eficazes para a proteção de funcionários e clientes em caso de roubos.

Informações de Portal G1

FOTO: ilustrativa / sxc.hu

Compartilhar

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 7,5 milhões nesta quarta-feira

Avançar »

Comissão da Verdade recebe primeiro relato de tortura fora do período da ditadura militar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*