• Visualizações 555

Ministra critica uso de crianças como escudo humano por policiais grevistas na Bahia

Maria do Rosário declarou não considerar a paralisação um movimento social, e sim “uma atitude violenta contra a população”.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário (foto), criticou o “uso de crianças como escudo humano”, adotado pelos policiais militares em greve na Bahia. Ela disse considerar a prática reprovável.

Leia Mais 

Exército lança bombas de efeito moral para conter manifestantes em Salvador

As observações foram feitas nesta terça-feira, dia 07, após uma cerimônia em comemoração à sanção da Lei do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo – Sinase, que organiza e regulamenta a execução das medidas socioeducativas destinadas aos adolescentes envolvidos na prática de ato infracional. A ministra manifestou apoio ao governador do estado, Jaques Wagner, na condução das negociações e espera que o Ministério Público ajude a encontrar uma solução para o caso.

“Não consideramos que se trate de um movimento social”, declarou a ministra. “É uma atitude violenta contra a população, por parte de alguns que se apresentam como grevistas.”

Segundo a agência de notícias Reuters, até a segunda-feira, 06, 94 homicídios tinham sido registrados desde o dia 31 de janeiro na Bahia, quando a greve começou.

Informações de Agência Brasil

FOTO: Antonio Cruz / ABr

Compartilhar

Anac arrecada R$ 24,5 bilhões com leilão de três aeroportos

Avançar »

Jovem agredido por defender mendigo deixa hospital após cirurgia no rosto

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*