• Visualizações 727

Exército lança bombas de efeito moral para conter manifestantes em Salvador

Motivo do tumulto foi grupo de policiais militares grevistas que se aproximou do cordão de isolamento na Assembleia Legislativa.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Em greve desde a última terça-feira, dia 31, os policiais militares de Salvador reunidos em frente à Assembleia Legislativa da Bahia nesta segunda, 06, foram alvo de bombas de efeito moral, lançadas pelos soldados do Exército.

Leia Mais 

Salvador registra 18 assassinatos em seis horas durante greve da Polícia Militar

Houve disparos de armas com balas de borracha. Desde o início da paralisação, mais de 90 homicídios foram registrados na região metropolitana da cidade soteropolitana.

As bombas foram lançadas porque um grupo de policiais grevistas que estava do lado de fora da Assembleia se aproximou do cordão de isolamento feito pelas tropas federais que cercam o prédio do Legislativo baiano. Os manifestantes passaram a jogar garrafas de água nos soldados. A Polícia do Exército enviou reforço para o ponto onde os grevistas se concentravam e reagiu.

Mais cedo, outros tumultos também foram registrados em frente ao prédio. Há cerca de mil soldados do Exército no entorno da Assembleia desde as 05 horas desta segunda.

Informações de Folha.com

FOTO: reprodução / AE

Compartilhar

Salvador registra 18 assassinatos em seis horas durante greve da Polícia Militar

Avançar »

Anac arrecada R$ 24,5 bilhões com leilão de três aeroportos

Um comentário

  1. jairo guilherme de santana
    6 de fevereiro de 2012

    foi o pt que provocuo tudo pois não foram eles que derrubarasm o regime atraves da greve e violencia pois agoara aguente o proprio remedio.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*