• Visualizações 1215

Salvador registra 18 assassinatos em seis horas durante greve da Polícia Militar

Tropas do Exército fortalecem a segurança no centro de Salvador e de Feira de Santana. Shows foram cancelados e lojas, saqueadas.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

No quarto dia de greve de parte da Polícia Militar na Bahia, 18 pessoas foram assassinadas em Salvador e região metropolitana entre 00h12 e 6h41 desta sexta-feira, 03.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública – SSP, no dia 30, antes de ter início a paralisação dos policiais, que reivindicam a criação de um plano de carreira e melhores condições de trabalho, foram registrados 11 homicídios em 24 horas. O número é mais que o triplo da média diária de assassinatos registrados na cidade no ano passado (4,2). A SSP afirma que o aumento não pode ser relacionado com a greve policial.

Nesta manhã, tropas do Exército começaram a chegar às ruas do centro de Salvador e de Feira de Santana para fortalecer a segurança nos locais. Com o reforço dos militares, os comerciantes, que hesitavam em abrir as portas em algumas áreas da capital e em todo o centro de Feira de Santana, voltaram a trabalhar normalmente.

Mesmo assim, alguns eventos foram cancelados e adiados na Bahia. Um deles, o Cerveja e Cia Folia, que teria a presença da cantora Ivete Sangalo, não ocorre mais neste sábado, 04, “devido à greve da Polícia Militar do Estado da Bahia” e para “zelar pela segurança dos foliões”.

O evento República do Reggae, marcado para o domingo, 05, foi adiado para o dia 12 de fevereiro. O Projeto Música no Parque também adiou o evento de domingo “diante da greve da Polícia Militar e da insegurança que tomou conta de toda a cidade”.

SAQUES – Durante a madrugada de sexta-feira, cinco lojas de eletrodomésticos, no mínimo, foram saqueadas em bairros centrais de Salvador. Segundo testemunhas, grupos grandes, de mais de 30 pessoas, a maioria encapuzada e algumas armadas, promoveram o arrombamento e o furto de mercadorias dos estabelecimentos, que estavam fechados na hora dos ataques.

Informações de Último Segundo e O Globo

FOTO: Lúcio Távora / Agência A Tarde

Compartilhar

Projeto busca obrigar bares, restaurantes e casas noturnas a oferecerem bafômetro para os clientes

Avançar »

Exército lança bombas de efeito moral para conter manifestantes em Salvador

9 comentários

  1. OLIMPIO VALERIANO SOUZA FILHO
    3 de fevereiro de 2012

    A SEGURANÇA DO NOSSO PAIS TA UMA MERDA,JA HA MUITOS ANOSQUEM MANDA NO PAIS HOJE SAO OS,VCS SABEM ACHO ATE Q MERECEM TER CARTEIRA DE TRABALHO POR Q BANDIDAGEM JA VIROU UMA PROFISSAO, QUE VERGONHA NOSSO PAIS,QUEM PAGA IMPOSTOS E E TRABALHADOR NAO PODE NEM SAIR DE CASA COM SUA FAMILIA, JA OS PLITICOS Q NAO FAZEM NADA SO ARRECADAM DINHEIRO PARA SEUS BOLSOS ESSES SAO A CLASSE DE BRSILEIROS TOTALMENTE SEGUROS,GENTE CHEGOU A HORA DE NAO VOTAR MAIS EM NIGUEM,ESSES CARAS NAO MERESCEM SEJA ELE QUEM FOR

    Responder
  2. chico
    3 de fevereiro de 2012

    na minha opinião o governador deveria demitir todos os grevistas pois eles não estão agindo como policiais e sim como bandidos

    Responder
  3. Jose carlos
    3 de fevereiro de 2012

    O governador quando era candidato,na primeira eleição,mostrava os contra cheques dos policiais e dizia que sendo eleito melhoraria o salario da policia civil e militar, no entanto ele hoje como governador esquece do compromisso de camapanha,vc vê a que ponto chegou nossos heróis policiais tendo que fazer greve pra ter direito a melhoria de salarios,por que os negligêntes não sentam com a categoria para negociar,Pelegrino nosso deputado federal na greve anterior ele foi um dos cabeças da greve,hoje ele nem aparece mais,e é contra a categoria,aguardem que nova eleição virá…e quem sofre é a população,de quem é a culpa mesmo?

    Responder
  4. Francisco José dos Santos
    4 de fevereiro de 2012

    Na minha opinião,Quem faz segurança e saúde, não poderia fazer greve, mas que de tempo em tempo, deveriam,ter aumento satisfatório sem que seus salários fossem defasados.
    Mas acho tambem que como isso não existe a greve é uma ferramento que eles tem para revindicar seus direitos.
    Sou contra a baderna, parem, mas parem todos, já que pregam tanto o companherísmo.
    Por que Depois os que não lutaram receberão o aumento as custa da luta dos que lutaram.
    Muitos serão punidos e até excluídos do quadro, O que é uma pena, mas é verdade.
    Att: Francisco José.

    Responder
  5. DINAVA SALES
    4 de fevereiro de 2012

    o governo tem q colococam policiamentos nos barrio q o vandalizimo esta a tacando no as barrios de sauvador queremos pliciamento no barrios alto do peru s. caetno fazenda grande do retiro, largo do tanque e demas barrios tenham um bom dia.

    Responder
  6. antonio cavalcante de albuquerque
    4 de fevereiro de 2012

    Alterando essa constituição, a segurança pública deveria ser entregue às forças armadas, para que a Lei possa ser respeitada. Essa polícia militar poderia tornar-se parte das forças armadas. O que vivenciamos nos dias atuais é uma democracia sem responsabilidade, isso diz tudo.

    Responder
  7. 7 de fevereiro de 2012

    Sempre a mesma coisa, 18 assassinatos em menos de 6Horas.
    #VergonhaBrasil

    Responder
  8. Alcir
    7 de fevereiro de 2012

    A obrigação de vigilância nas ruas hoje é feita por policias, obrigação do Estado.
    Sugiro a instalação de câmeras nos postes das ruas filmando tudo 24 horas por dia. Aí sim o Estado estaria cumprindo seu papel e as ruas estariam sendo vigilado 100%.
    Seria bom para os comerciantes, moradores, Polícia Militar, Policia Civil, Conselho Tutelar, Promotores, Juízes, Polícia Federal, entre outros.
    Nesses casos de greve até podem acontecerem crimes mais as imagens estão lá para investigar, fica mais fácil e a apuração dos casos com certeza aconteceria com mais eficiência.
    O Brasil tem que evoluir temos de tomar medidas mais modernas.

    Responder
  9. Adriano
    7 de fevereiro de 2012

    A solução para o problema não é tão simples assim. Estas sugestões dadas já foram aplicadas em outros Estados do Brasil sem muito êxito. Todo o investimento realizado pelo Estado em tecnologia ou qualificação será em vão se o elemento humano não for valorizado, e é essa má vontade politica que força esses tipos de crises. Houve-se muito falar em segurança, educação e saúde em épocas de eleições, pois como eles afirmam são direitos essenciais da população q todo governante deve valorizar, este é também o marketing utilizado para politicos chegarem no poder, porém quando chega a hora de por em pratica o q prometeram ai é q está o problema. A sociedade ingênua que põe estes inescrupulosos no poder é a que mais sofre com isto. Por isso se alguem é responsavel por esta onda de caos são os detentores do poder q nunca precisaram fazer uma greve para ter seus salários reajustado, pois eles mesmos decidem quando e quanto aumentar. Por isso sucesso aos grevistas em suas reivindicações, segurança a sociedade q sofre com estas paralizações e fora a todos os politicos q têm o dever de zelar e ao contrário fomentam atraves de suas posturas desinteressadas e negligentes ações forçadas de greves por partes dos servidores que realizam a manutenção diária dos nossos direitos essênciais.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*