• Visualizações 899

Trocas de implantes de silicone defeituosos serão cobertas por planos de saúde, afirma ministro

Segundo Alexandre Padilha, medida se aplica tanto a quem colocou a prótese por motivos médicos quanto por razões estéticas.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Os planos de saúde vão ter que cobrir os exames e eventuais cirurgias de substituição de implantes de pacientes que colocaram próteses das marcas PIP e PIP , segundo declaração do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, feita nesta sexta, dia 13.

A decisão foi tomada após uma reunião entre o ministério, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa e a Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, que regula a atuação dos planos. A medida se aplica tanto a quem colocou a prótese por motivos médicos quanto por razões estéticas.

No entanto, a substituição da prótese só é indicada em caso de rompimento, avalia Padilha. “Não queremos submeter as mulheres a um procedimento cirúrgico, que também é de risco, sem indicação”, explicou. De acordo com ele, as mulheres que possuem próteses dessas duas marcas devem procurar os serviços de saúde da rede pública ou privada para avaliação e acompanhamento médico.

A Anvisa instalou processos administrativos sanitários para estabelecer a extensão das penalidades às empresas importadoras dessas próteses, informou o ministro. “Vai haver penalidades às importadoras”, garante. “Estamos avaliando quais.” De acordo com ele, a Anvisa iniciou os procedimentos de análise dos lotes importados que ainda não foram utilizados. A suspeita é de que houve fraude no processo de importação.

Não há estimativa de qual será o custo total das cirurgias que serão feitas pelo SUS porque não se sabe quantas mulheres, dentre as 20 mil que fizeram implante com material das duas marcas, tiveram rompimento da prótese.

Informações de portal G1

FOTO: Sebastien Nogier / AFP

Compartilhar

Vendas no varejo crescem 1,3% em novembro, diz IBGE

Avançar »

Cheques com datas de 2011 serão devolvidos a partir de fevereiro

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*