População brasileira tem menor crescimento registrado e chega a 190 milhões

O crescimento, ainda, ocorre de maneira desigual no país, com as maiores taxas de crescimento no norte e centro-oeste.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a população brasileira atingiu 109,7 milhões de pessoas em 2010, crescendo 1,12% ao ano, o menor ritmo já registrado. Além disso, o crescimento ocorre de forma desigual, com as maiores taxas concentradas nas regiões norte e centro-oeste.

Conforme consta na Sinopse do Censo Demográfico 2010, que contém os primeiros resultados definitivos do último censo, a população brasileira cresceu 12,3% desde 2000. No começo do novo milênio, havia 169,8 milhões de habitantes no país e agora chega a 190.755.799.

As regiões que registram o maior crescimento, norte e centro-oeste, tiveram Amapá, Roraima e Acre com os crescimentos de 3,45%, 3,34% e 2,78%, respectivamente. De acordo com Gabriel Borges, pesquisador da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE, o crescimento reflete a migração interna para novas regiões de agronegócio.

Com isso, a maioria dos migrantes se integra à população urbana e não ao campo. Desde 2000, segundo a pesquisa, a população rural já perdeu dois milhões de pessoas, reduzindo sua participação para 15,6% do total.  A população urbana, porém, ganhou 23 milhões de membros e representa, atualmente, 84,4% do total dos brasileiros.

Os Estados com o menor crescimento demográfico foram o Rio Grande do Sul com 0,49%, a Bahia com 0,7% e o Paraná com 0,89%. Já as capitais brasileiras com o menor crescimento foram São Paulo  e Rio de Janeiro, ambas com crescimento médio de 0,76% ao ano. Entre as que mais cresceram, ficaram Palmas com 5,21% e Palmas com 3,55%.

Mesmo com o menor crescimento, São Paulo e Rio de Janeiro são as capitais com maior número de habitantes, com 11,2 milhões e 6,3 milhões, respectivamente. Seguidas por elas estão Salvador com 2,6 milhões, Fortaleza com 2,4 milhões, Belo Horizonte com 2,3 milhões e Brasília com 2 milhões. Logo abaixo ficou Manaus com 1,9 milhão, Curitiba com 1,7 milhão, Recife com 1,5 milhão e Porto Alegre com 1,4 milhão.

A pesquisa foi realizada com visitas a 67,6 milhões de domicílios brasileiros, mas sem a entrevista com 901 mil brasileiros. Por conta disso, o IBGE usou a metodologia para estima o número total de habitantes no país.

Informações de Agência Brasil

FOTO: Ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Dólar tem alta e brasileiros estão gastando menos no exterior

Avançar »

Alunos de colégio cearense terão que fazer nova prova do Enem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*