Associação de Parentes das Vítimas do Vôo 447 anuncia que caixas-pretas foram encontradas

Escritório de Investigação e Análises da Aviação Civil, no entanto, nega localização na cauda do avião que caiu em 2009.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Associação de Parentes das Vítimas do Vôo 447, da Air France, afirma que foram encontradas as caixas-pretas da aeronave que caiu no dia 31 de maio de 2009, matando todos os 228 passageiros.

O BEA (sigla para Escritório de Investigação e Análises da Aviação Civil, em francês) nega ter feito qualquer comunicado relacionado ao assunto e negou também que as caixas-pretas do avião tenham sido localizadas.

Maarten Van Sluys, diretor-executivo da associação, disse que participou de uma reunião em Paris na segunda-feira, dia 11, com o BEA e autoridades do governo francês. Neste encontro, segundo ele, os presentes foram informados de que as caixas-pretas do avião foram localizadas na cauda.

“As caixas-pretas foram localizadas, mas eles disseram que, por algo ligado a segredos de Justiça do processo, não divulgaram”, diz. Van Sluys afirmou também que o órgão francês informou que não sabe se as caixas-pretas estão em condições de análise. Mas, para ele, a esperança de que o equipamento possa ser periciado é grande.

“A cauda está bem preservada e as caixas-pretas foram feitas para resistir a um impacto maior que a própria cauda, resistem à profundidade. Para a gente, é praticamente certo que ela será analisada”, diz.

Análise nos

Estados Unidos

Van Sluys afirma que os familiares das vítimas pedem que a análise seja realizada nos Estados Unidos e não na França. “Nós entendemos que, para a transparência absoluta, isso não pode ficar somente na França. Para não dar margem a dúvidas, queremos que um grupo de peritos internacionais participe da análise”. Os Estados Unidos, defende ele, seriam um ambiente neutro para a investigação.

O diretor da associação, que perdeu a irmã no acidente, a jornalista Adriana Francisca Van Sluys, de 40 anos, acredita que a recuperação das caixas-pretas será importante para “toda a aviação mundial”. “É um caso que desafia a indústria aeronáutica. Será de suma importância para que aviação fique mais segura”, considera.

O BEA nega a localização das caixas e diz que, caso tenha havido qualquer tipo de anúncio relacionado a este tema, ele foi indevido e contraria as regras internacionais que regem a investigação do caso. “O que parece ter ocorrido aí é uma interpretação errada por parte das pessoas que estão difundindo esta informação”, afirmou um porta-voz da BEA.

“Somente a BEA tem o direito de fazer um comunicado como este e em momento algum esta informação foi repassada às vítimas. É exclusivamente ao Bureau que cabe esta investigação”, acrescentou. A assessoria da companhia aérea Air France no Brasil também disse que não foi informada sobre o eventual encontro das caixas-pretas da aeronave.

Resgate de corpos

e destroços

Segundo Van Sluys, um novo encontro será realizado, em Paris, em cerca de uma semana, para que sejam passados detalhes de como será o resgate dos destroços e dos corpos. No último dia 04, o governo francês anunciou que “grande parte” do avião havia sido localizada e que “corpos se encontram no interior da fuselagem e poderão ser identificados”, mas não falou em números.

Van Sluys afirma que representantes dos familiares foram informados da dificuldade de resgate dos corpos. “Eles estão presos em peças do avião, a maioria nas cadeiras. E há preocupação de que sejam preservados durante a retirada”, afirma ele, que diz que os parentes das vítimas estão vivendo um momento delicado com estes recentes anúncios.

Apenas 50 corpos foram encontrados após o acidente e muitos ainda têm a esperança de que familiares e amigos possam ser reconhecidos. “Isso mexe com nosso emocional”.

Informações de Último Segundo

FOTOS: reprodução / AFP

Compartilhar

Tragédia no Rio: Salas em que ocorreram assassinatos não terão mais aulas

Avançar »

Família do atirador de Realengo tem dez dias para reclamar o corpo

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*