Desemprego sobe 0,8% em janeiro

Embora maior do que a registrada em dezembro, taxa é a menor num mês de janeiro, desde 2003. Ministério aponta saldo positivo na geração de empregos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A taxa de desemprego em janeiro ficou em 6,1%, superando a de dezembro de 2010, que atingiu 5,3%.

Leia Mais

Desemprego sobe em sete regiões metropolitanas em janeiro

Embora tenha sido registrada alta de 0,8 ponto percentual na passagem de um mês para o outro, essa foi a menor taxa para um mês de janeiro, desde 2003. Na comparação com o mesmo período de 2010, houve queda de 1,1 ponto percentual.

Em janeiro do ano passado, a taxa de desocupação foi de 7,2%. Os dados da Pesquisa Mensal do Emprego – PME foram divulgados nesta quinta-feira, dia 24, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

De acordo com o levantamento, o contingente de trabalhadores desocupados totalizou 1,423 milhão e cresceu 13,7% em relação a dezembro. Na comparação com janeiro do ano passado, no entanto, houve queda de 15,6%. Por outro lado, a população ocupada, que somou 22,08 milhões de trabalhadores, diminuiu 1,6% em relação a dezembro e cresceu 2,2% em relação a janeiro de 2010.

O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada (10,474 milhões) ficou estável no mês e cresceu 6,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o rendimento médio real dos trabalhadores nas seis principais regiões metropolitanas do país teve uma leve alta de 0,5% na passagem de dezembro para janeiro e fechou o mês de janeiro em R$ 1.538,30. O valor representa alta de 5,3% se comparado ao de janeiro do ano passado.

A PME avalia a situação do mercado de trabalho nas regiões do Rio de Janeiro, de São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre.

Geração de emprego tem segundo

melhor resultado desde 1992

O Brasil gerou 152.091 empregos formais em janeiro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, do Ministério do Trabalho. Foram admitidos 1,65 milhões e demitidos 1,49 milhões de trabalhadores.

É o segundo melhor saldo da série histórica, que teve início em 1992. O melhor saldo para meses de janeiro foi em 2010, com a geração de 181.418 empregos formais.

Os setores que mais contribuíram para o saldo positivo foram os de serviços (71.231), da indústria de transformação (53.207) e da construção civil (33.358). Por fatores sazonais, os únicos setores que apresentaram saldo negativo foram o comércio (-18.130) e a administração pública (-1.042).

O Sudeste foi a região que apresentou a maior geração de empregos (71.095), seguido do Sul (49.075) e do Centro-Oeste (28.552).

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Tráfego de veículos superdimensionados está proibido nas BRs em feriados

Avançar »

Mapa da Violência aponta aumento na taxa de homicídio entre jovens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*