Rio de Janeiro sofre com excesso de chuvas

Em 30 horas, choveu o equivalente ao que normalmente se registra em 30 dias em Nova Friburgo. Deslizamentos continuam tirando vidas.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O número de mortos na região serrana do estado do Rio de Janeiro, devido às fortes chuvas que atingem os municípios desde a tarde de terça-feira, dia 11, já passa de 22, no início da tarde desta quarta-feira, 12.

Em Teresópolis, 17 pessoas morreram e, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, quatro ainda estão desaparecidas. Outras três morreram após deslizamentos de terra no município de Nova Friburgo. O prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, confirmou na manhã desta quarta-feira, que as duas pessoas que estavam desaparecidas no bairro Brejal, no distrito da Posse, morreram.

Ainda em Nova Friburgo, três bombeiros foram soterrados na manhã desta quarta-feira. Segundo o coronel Roberto Robadey, comandante da Defesa Civil do município, eles trabalhavam no resgate de possíveis vítimas de deslizamentos de imóveis na rua. Não há informação sobre o estado de saúde deles.

A Defesa Civil decretou estado de calamidade pública em Nova Friburgo. Nas últimas 30 horas, choveu o equivalente a 30 dias no município. De acordo com o major Gil Kempers, do Centro de Operações do Corpo de Bombeiros, foram registrados cerca de 30 deslizamentos.

Em um deles, nesta madrugada, foi encontrado soterrado o corpo de uma mulher. Ontem, duas pessoas morreram no desabamento de um prédio.

Informações de portal R7

FOTO: reprodução / clicapiaui

Compartilhar

Dieese: Cesta básica em Porto Alegre sobe menos do que na maioria das capitais pesquisadas

Avançar »

Camisas do Flamengo com nome de Ronaldinho esgotam mesmo antes de apresentação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*