Caso Bruno: goleiro é instruído a não se submeter ao exame de DNA

Polícia afirma não ter pressa para interrogar os três acusados pela morte de Eliza Samudio, e a negação em relação ao DNA não preocupa delegado responsável pelo caso.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Os advogados do ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, do seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, instruíram os seus clientes a não se submeterem a exames de DNA na manhã desta sexta-feira, dia 09.

Leia mais

Caso Bruno: Depoimento de menor indica assassinato cruel, planejado friamente

Caso Bruno: Flamengo suspende contrato de Bruno e o advogado Michel Assef Filho deixa o caso

Goleiro Bruno se entrega à polícia

A informação foi revelada pelo delegado Edson Moreira, em Belo Horizonte. Os três são acusados da morte de Eliza Samúdio, ex-amante do goleirom, estão presos na capital mineira e passaram a última noite em uma penitenciária de segurança máxima.

O delegado concedeu entrevista coletiva no final da manhã do dia 09. Ele revelou que a Ecosport que deve ter conduzido Eliza até o local de sua morte – uma casa nas proximidades de Belo Horizonte – será submetida à perícia ainda nesta sexta-feira, 09. Moreira também mostrou aos jornalistas um notebook que pertenceria a Eliza e estava com uma amiga dela. O computador será periciado na procura por novos indícios que possam ajudar na investigação.

INTERROGATÓRIO – Os três acusados ainda não foram interrogados pela polícia e o delegado disse que não tem pressa. “Nós temos 30 dias para interrogá-los”, afirmou, falando que, se necessário, pode pedir a prorrogação da prisão preventiva por mais 30 dias.

O fato dos três acusados não terem sido submetidos aos exames de DNA não chega a preocupar Moreira: “ninguém é obrigado a fornecer prova contra si mesmo. Os advogados estão orientando e é um direito deles”.

Restos mortais e motivação

O delegado mostrou certeza ao afirmar que Eliza Samúdio está morta, mesmo que o corpo da ex-amante do ex-goleiro do Flamengo ainda não tenha sido encontrado. “É preciso saber se ainda têm restos mortais. Há várias maneiras de dar sumiço em um corpo”.

Para ele, a motivação do crime foi o fato de Bruno não querer assumir a paternidade do filho de Eliza e por vingança, já que ela havia denunciado o goleiro por agressão meses antes, inclusive com a gravação de um vídeo para um jornal carioca.

A polícia acredita que Bruno presenciou o assassinato.

Informações de Correio do Povo

FOTO: reprodução / André Mourão

Compartilhar

Pesquisa diz que a Copa afeta produtividade de 85% das empresas

Avançar »

Exportações via correio têm melhor maio da história

6 comentários

  1. 9 de julho de 2010

    para q tanta quedade.Bruno q erro vc fez.

    Responder
  2. lucineide
    9 de julho de 2010

    ela nao era anjo mais nao merecia

    Responder
  3. Cleusa
    9 de julho de 2010

    Estamos sempre vendo na mídia sucesso de nossos atletas, a trajetória de vida, os contratos milionários que são fechados com clube estrangeiros e etc.
    Agora lhe pergunto, qual o tratamento psicológico , psiquiátrico que os clubes brasileiros oferecem para esses profissionais?
    Ciente que muitos saem de seus estado, cidade ou periferia em busca de realizarem um sonho ou mudar de vida. Acredito sim que o clube tem uma parcela de culpa sim, emocionalmente esses profissionais não estão preparados para atuarem .
    Cabe sim ao clube Flamengo, a responsabilidade de ter esse tipo cuidado para com seus profissionais, não esquecendo que não são maquinas de fazer dinheiro e sim seres humanos em processo de aprendizagem e mudança.
    Uma dica aos clubes brasileiros, faz necessário acompanhamento psicológico, psiquiátrico, laudos, analise de perfil e comportamento para nossos atletas.

    Responder
  4. VANESSA
    10 de julho de 2010

    A JUSTIÇÃO DO NOSSA PAÍS É MUITO LENTA,ESPERA ACONTECER O PIOR PARA TENTAR RESOLVER.
    SE ESTIVESSE RESOLVIDO A SITUAÇÃO DAS AGREÇÕES E DNA,NÃO TINHA CHAGADO A ESSE POSSIVEL CRIME BRUTAL.

    Responder
  5. maria silva
    21 de julho de 2010

    bruno diga a verdade

    Responder
  6. nelito
    25 de agosto de 2010

    bruno nao e culpado essa e vigarista keria a todo custo estorquir o dinheiro dele que ganhou com muito sacrificio problema do bruno ser negro do gueto oque fez a policia quando essa queria estorquir o dinheiro do bruno essa e sim uma vigarista k va para o inferno

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*