Polícia investiga Lagoa Suja nas buscas pelo corpo de Eliza Samudio

Localizado em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte, local é conhecido por ser utilizado por bandidos para despejo de restos de motos e carros.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Após mais de três horas de buscas pelo corpo da estudante Eliza Samudio, ex-namorada do goleiro Bruno, em uma lagoa no município de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana da capital mineira, as polícias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiros, não localizaram o corpo da jovem, ou mesmo pistas que pudessem levar a ele.

Leia Mais

Testemunha desmente Bruno e diz que levava comida para Eliza e bebê

Delegado diz ter provas da presença da ex-amante de Bruno no sítio do goleiro

Goleiro Bruno fala pela primeira vez sobre o Caso Eliza

Encontrado vestígio de sangue no sítio e no carro de Bruno do Flamengo

Goleiro do Flamengo é suspeito por sumiço de ex-namorada

As operações no local, a partir de uma denúncia anônima dirigida ao disque-denúncia, continuarão na tarde desta segunda-feira, dia 05.

As imediações do lago vêm sendo investigadas pela Polícia Civil nos últimos dias. Em Ribeirão das Neves, moram amigos do goleiro do Flamengo, Bruno, principal suspeito do sumiço de Eliza e que podem ter participado no desaparecimento da modelo.

O advogado da família Samudio, Jader Marques, chegou a Belo Horizonte no domingo, 04, e se reuniu com os delegados responsáveis pela investigação do caso em busca de detalhes e novidades da investigação.

Recapitulação do caso

A Polícia Civil mineira apura o caso de desaparecimento desde o dia 24 de junho, com provável homicídio e ocultação de cadáver. Na ocasião, recebeu denúncia anônima informando que Eliza teria sido espancada até a morte no sítio do goleiro, no Condomínio Turmalina, em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Eliza Silva Samudio está sumida desde o dia 9 de junho, quando uma testemunha disse à Polícia Civil mineira que conversou com a estudante, pelo telefone. Ela revelou a essa amiga que estava em um hotel em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A polícia informa ter testemunha que comprova que Eliza, o filho e Bruno estiveram juntos no sítio do goleiro no início do mês.

Desde que foram iniciadas as investigações, pelo menos 25 pessoas já foram ouvidas, entre elas a mulher de Bruno, Dayane Fernandes, que responde inquérito por subtração de incapaz. Alguns dos depoimentos mais importantes são de uma testemunha que diz ter visto Eliza, o filho e Bruno, juntos no sítio, contradizendo o que afirma o goleiro, que disse não ver a estudante há “dois ou três meses”, quando conheceu a criança.

A Polícia mineira espera a divulgação dos laudos de exames periciais realizados em vestígios de sangue encontrados no carro e no sítio de Bruno. O delegado acredita que os testes, que incluem exames de DNA do material coletado de Luiz Carlos Samudio, pai de Eliza, e Bruninho, serão decisivos para confirmar que a moça esteve na casa de campo do jogador.

Outras provas materiais poderão ser obtidas pela Polícia Civil, por meio da análise das ligações telefônicas de Eliza, Bruno e de outros suspeitos. Enquanto tenta comprovar que Bruno e a ex-namorada estiveram juntos no sítio em Esmeraldas, os responsáveis pela investigação fazem diligências permanentes para tentar encontrar a moça desaparecida.

Informações de portal UOL

FOTO: reprodução

Compartilhar

Em junho, comércio tem alta proporcionada pela Copa

Avançar »

Casa Novo Hamburgo na Francal 2010 tem movimento intenso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*