Em junho, comércio tem alta proporcionada pela Copa

Setor de móveis, eletroeletrônicos e informática apresentou avanço de 1,5% em junho; segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas também teve alta.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A procura dos consumidores por aparelhos eletrônicos, impulsionada pela Copa do Mundo de Futebol, foi o principal motivo para a alta de 0,1% apurada em junho ante maio pelo Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, descontadas as influências sazonais.

Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira, dia 05, pela Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito, o setor de móveis, eletroeletrônicos e informática apresentou avanço de 1,5% em junho.

O segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas foi o único outro que também apresentou alta (de 0,1%) em relação a maio, enquanto todos os outros setores pesquisados tiveram queda.

Os destaques negativos foram os segmentos de material de construção (baixa de 4,2%) e veículos, motos e peças (recuo de 4,1%). Segundo a Serasa, a queda no setor de veículos pode ser explicada pelo fim da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI.

Comparações com 2009

Na comparação com o mês de junho de 2009, apenas o setor de combustíveis e lubrificantes (baixa de 0,6%) apresentou recuo no indicador do mês passado. As principais altas ante o mesmo mês do ano anterior foram apuradas em móveis, eletroeletrônicos e informática (14,2%) e material de construção (13,1%).

No entanto, pela primeira vez no ano, de acordo com a Serasa Experian, a taxa de crescimento da atividade no varejo ficou abaixo de 10% na comparação com mesmo mês do ano passado, ao atingir alta de 9,2%.

Segundo os economistas da Serasa, isso pode ser explicado pela elevação da base de comparação, já que a economia brasileira começou a se acelerar a partir do fim do primeiro semestre de 2009.

Os técnicos apontam ainda que, com o desaquecimento previsto para os próximos meses na economia brasileira, a atividade varejista também deverá seguir em desaceleração, com taxas anuais de crescimento inferiores a 10%.

Atividade do Comércio

No acumulado do ano até junho, o indicador de atividade do comércio registra alta de 10,7%, com destaque para o segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática (18,1%) e veículos, motos e peças (18,7%).

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio tem por base as consultas mensais realizadas ao banco de dados da Serasa Experian. A amostra é composta por cerca de seis mil empresas comerciais.

Informações de Agência Estado

FOTO: reprodução / João Mattos-JC

Compartilhar

Locais afetados pelas chuvas em Alagoas viram “ponto turístico”

Avançar »

Polícia investiga Lagoa Suja nas buscas pelo corpo de Eliza Samudio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*