Mais de 300 mil novos empregos em abril marcam novo recorde no Brasil

O número de 305.068 foi o maior, até o momento, para o mês de abril na série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, iniciada em 1992

Da Redaçãoredacao@novohamburgo.org

O Brasil teve saldo positivo 305.068 novos empregos criados em abril, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho divulgados nesta segunda-feira, 17. Esse número representa um recorde para abril na série histórica do Caged, iniciada em 1992.

Em março deste ano, o saldo foi de 266.415, também um recorde na série histórica do Caged. O número de pessoas admitidas foi de 1,350 milhão e o número de demitidos foi de 1,244 milhão. Antes, o recorde de abril havia sido alcançado em 2007, quando foram criados 301.991 empregos.

Em abril, o setor que teve o maior número de admitidos foi o de serviços, com 96.583 empregos. Em seguida, aparece a indústria de transformação, com, 83.059 novos empregos, e o comércio, com 40.725 empregos gerados.

Ao anunciar os números do Caged de abril, o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi reavaliou a meta da geração de empregos para este ano, que passou de 2 milhões para 2,5 milhões postos de trabalho, que devem ser criados até o fim do ano.

A explicação do ministro para essa mova meta é que no ano passado houve uma “contenção na contratação”, principalmente no setor da indústria de transformação, que está voltando a fazer grandes contratações.

Lupi disse ainda que o mês de maio deverá ter também um saldo positivo, mas será um pouco menor do que em abril. O saldo, prevê o ministro, deverá ficar entre 240 e 280 mil novos empregos.

Informações ABr

Compartilhar

Google capta dados transmitidos por internet sem fio no Brasil

Avançar »

Inflação é a mais baixa desde janeiro e deve manter queda, informa FGV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*