Henrique Schneider chega a Belo Horizonte com Contos da Vida Breve

Escritor gaúcho lê e interpreta seus contos ao vivo no Café da Travessa Livraria neste sábado.

Viajar pelo Brasil lendo e interpretando seus contos não é novidade para o escritor gaúcho Henrique Schneider. Em Belo Horizonte, no entanto, ele chega pela primeira vez com o Projeto de Leituras Feevale Contos da Vida Breve neste sábado, dia 10.

Durante aproximadamente 50 minutos, lê e interpreta ao vivo alguns dos contos que escreve semanalmente em um jornal dominical da região do Vale do Sinos – RS. O evento ocorre no Café da Travessa Livraria, às 11 horas.

Schneider mantém há seis anos a coluna Vida Breve. Em 2007, decidiu difundir o gosto pela literatura e deu início às leituras públicas e gratuitas. São crônicas que abordam com bom humor e inteligência dilemas da sociedade contemporânea.

Com patrocínio do Centro Universitário Feevale (Novo Hamburgo – RS), percorre livrarias e bibliotecas de todo o Brasil e até do exterior. O projeto está na terceira edição e nas anteriores passou por cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires e Montevidéu. Esse ano esteve também em Florianópolis e Curitiba.

RIO DE JANEIRO

A última agenda antes da capital mineira foi em Porto Alegre, nesta quarta-feira, dia 07. No último dia 18 de setembro, o destino do escritor “itinerante” foi o Rio de Janeiro. Em tempos de ditadura militar, a Livraria Argumento recebeu intelectuais que resistiam ao sistema e editavam o jornal alternativo Opinião. Em tempos de democracia, recebeu o Projeto de Leituras Feevale Contos da Vida Breve.

“É sempre uma emoção diferente participar de um evento em uma livraria mítica como é a Argumento”, conta Henrique Schneider. “Espero um clima muito parecido em Belo Horizonte”, antecipa.

CARREIRA LITERÁRIA

Henrique Schneider tem 45 anos, é hamburguense e advogado formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Esse ano é Patrono da 27ª Feira do Livro de Novo Hamburgo, escolhido em eleição pública na Internet. O evento literário começa nesta sexta-feira, 09 de outubro.

O trabalho mais recente é Avenida de Histórias (Um Cultural, 2009). É autor também de Pedro Bruxo (Metrópole, 1984), O Grito dos Mudos (L&PM, 1989/Bertrand Brasil, 2006), A Segunda Pessoa (Mercado Aberto, 1998) e Contramão (Bertrand Brasil, 2007), Livro do Ano em 2008 na categoria Narrativa Longa pela Associação Gaúcha de Escritores – Ages e finalista do 50º Prêmio Jabuti.

Informações de VERSÃO FINAL Comunicação – versaofinal@uol.com.br

Compartilhar

Liberada consulta ao quinto lote de restituição do Imposto de Renda

Avançar »

Preço para Dia das Crianças supera inflação média

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*