Banco de Alimentos da Região do Calçado distribui alimentos à associações

Foram mais de 2.300 quilos de mantimentos entregues para entidades cadastradas no projeto. Número de pessoas beneficiadas ultrapassa as quatro mil.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Teve inicio o trabalho do Banco de Alimentos da Região do Calçado. A ação visa distribuir mantimentos para instituições que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade na região. As primeiras distribuições deste ano garantiram 2.316 quilos de alimentos a 17 das 36 institutos que o Banco de Alimentos apóia.

Confirma as organizações que foram ajudadas através da distribuição feita no mês de janeiro:

Associação Cristã Pró-Menos Lar Colméia – Campo Bom

Desafio Jovem Luz do Vale – Campo Bom

Lar Beneficiente Bom Samaritano – Campo Bom

Liga Feminina de Combate ao Câncer Campo Bom – Campo Bom

Aevas – Cecrife/Querubin – Novo Hamburgo

Aevas – Raio de Sol – Novo Hamburgo

Associação Comunitária Castelo Encantado – Novo Hamburgo

Comunidade Terapêutica Fazenda Renascer – Novo Hamburgo

Fazenda do Senhor Jesus ( 3 casa) – Novo Hamburgo

Geriatria Anjos da Vida – Novo Hamburgo

Horta Comunitária Joana de Angelis – Novo Hamburgo

Lar São Vicente de Paula – Novo Hamburgo

Liga Feminina de Combate ao Cancer de NH – Novo Hamburgo

SOS Pequena Criança – Sopão da Leontina – Novo Hamburgo

Centro de Reintegração Social Aguilhões de Cristo – Sapiranga

Liga Feminina de Combate ao Câncer Sapiranga – Sapiranga

Liga Feminina de Combate ao Câncer Estância Velha – Estancia Velha

A iniciativa

O Banco de Alimentos foi criado pelo Conselho de Cidadania da FIERGS. Através da indústria gaúcha, ele se compromete com instituições com foco no atendimento de pessoas de baixa renda.

Na Região do Calçado, a instituição é coordenada pelo Sindicato das Indústrias de Calçados e Novo Hamburgo. Sua área de abrangência são os municípios de Novo Hamburgo, Campo Bom, Sapiranga e Estância Velha.

O projeto é mantido por indústrias da região que podem fazer contribuições como mantenedoras, com isso, garantir uma ajuda mensal de alimentos ou de outros recursos. Atualmente,  36 entidades da região são beneficiadas, somando mais de  quatro mil pessoas.

O movimento apoia iniciativas que variam desde  instituições que abrigam crianças, passando por abrigos de recuperação de dependentes químicos, até núcleos onde são atendidas idosos carentes.

Informações de Sindicatos dos Sapateiros de Novo Hamburgo

FOTO: reprodução / Sindicatos dos Sapateiros de Novo Hamburgo.

Compartilhar

Nóia perde segunda partida no Gauchão

Avançar »

Hospital Municipal aprimora atendimento à vítimas de AVC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*