Fábrica da Cidadania inaugura no município

Projeto tem como objetivo capacitar mulheres em vulnerabilidade social através de cursos de costura, modelagem e customização. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Nesta quarta-feira, dia 16, foi inaugurada oficialmente a Fábrica da Cidadania para a comunidade em meio a desfiles, comemorações e cerimônia. O projeto é feito pela Prefeitura de Novo Hamburgo, através da Secretaria de Desenvolvimento Social – SDS. A fim de ajudar a capacitar mulheres em vulnerabilidade social, o projeto oferece cursos de costura, modelagem e customização.

Além disso, o projeto customiza e lava as doações que chegam pelas Campanhas do Agasalho e que são repassadas a aqueles que necessitam. A secretária de Desenvolvimento Social, Jurema Guterres, foi uma das idealizadoras do projeto e, durante a cerimônia, contou a trajetória da Fábrica e agradeceu à coordenadora Olita Martins.

Todos os funcionários e parceiros do projeto também foram parabenizados no evento. Nele, voluntárias, participantes e servidores da Fábrica apresentaram roupas criadas e customizadas durante as aulas em desfile (foto). Entre as parcerias do projeto estão a Universidade Feevale, Senac e Horta Comunitária Joana de Ângelis, que ajudaram a realizar os cursos.

Mais de 200 mulheres, até agora, já fizeram os cursos e receberam uma renda extra com a capacitação adquirida. A partir desta semana, os cursos acontecerão de maneira mais sistematizada e podem haver aulas no período da noite. “Estamos preparando mais cursos, que serão implantados em 2012, de padaria, lavanderia, sapataria, tricô, bordado e vamos continuar com os já existentes”, revelou a coordenadora do espaço, Olita Martins.

Mas não é só de doações que o projeto vive, pois roupas customizadas por alunas são comercializadas por um preço simbólico em Brechós da Fábrica, que são realizados em vários pontos da cidade. “Os brechós afirmam a questão de dignidade. Não é simplesmente entregar uma roupa, é deixar com que a comunidade escolha, e pague por isso, de forma mais digna”, justificou a coordenadora.

Participantes do projeto o elogiam

Clara Barbosa, voluntária da Fábrica, de 55 anos, afirma que não precisa receber um salário para trabalhar no local, pois já se sente satisfeita ao ajudar. “Saber que eu estou limpando e arrumando as roupas que vão fazer uma família que precisa mais, me deixa muito satisfeita”, contou ela.

Para a primeira-dama do Estado, Sandra Genro, esse é um dos projetos mais belos que já viu, pois capacita as pessoas em busca de um futuro melhor. O prefeito, Tarcísio Zimmermann, aproveitou para elogiar a ideia da secretária Jurema em realizar este projeto. “Este projeto veio percorrendo uma longa caminhada, para hoje, com a ajuda do povo e o trabalho do nosso governo, inaugurar de fato”, finalizou o prefeito de Novo Hamburgo.

Informações de PMNH

FOTO: Renata Arteiro / PMNH

Compartilhar

Seminário sobre saúde integra programação da 3ª Semana da Consciência Negra

Avançar »

Abertura oficial do Natal dos Sinos 2011 reúne orquestra e coros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*