Dilma confirma investimentos para Novo Hamburgo

R$ 300 milhões serão divididos nas cidades da região metropolitana em projetos de mobilidade urbana. Entre os planos está a construção de um corredor de ônibus que ligará o bairro Canudos com o Centro.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Nesta sexta-feira, dia 14, a presidente Dilma Rousseff foi até o Palácio Piratini, em Porto Alegre, para oficializar os recursos para a obra de ampliação do metrô na capital gaúcha. Durante a cerimônia, Dilma confirmou o investimento de R$ 300 milhões na área de mobilidade urbana da região metropolitana de Porto Alegre.

O investimento será dividido entre as cidades de Novo Hamburgo, São Leopoldo, Esteio, Sapucaia do Sul, Alvorada, Cachoeirinha, Gravataí e Viamão. O Governo Federal, via Estado, vai repassar os recursos para a construção de oito corredores urbanos de transportes.

Os investimentos na capital do calçado ainda não foram detalhados, mas o prefeito Tarcísio Zimmermann conta que o município apresentou dois projetos. “No nosso Município apresentamos dois projetos, num valor total de R$ 64 milhões”, contou o prefeito.

Ainda segundo ele, o projeto principal é construir um corredor de ônibus que ligue o bairro Canudos com o centro do município.  “A nossa ideia é ganhar um sistema mais ágil e melhor integrado com o metrô”, lembra Tarcísio, referindo-se a ampliação da Linha 1 do Trensurb, que terá quatro estações na cidade. O corredor do bairro Canudos deve se estender até a avenida Frederico Linck, no Centro.

Sobre a divisão do dinheiro investido e projetos, Tarcísio acredita que o governo do Estado vai definir como serão feitos os investimentos nas oito cidades gaúchas. “Todas as cidades citadas por ela já apresentaram propostas. Agora a tramitação é junto ao Estado, que poderá então definir os investimentos de forma mais ordenada”, explicou o prefeito.

Dilma também apresentou plano para combater a miséria no Estado

Antes dos anúncios voltados para a mobilidade urbana, na manhã de sexta-feira, 14, Dilma assinou o plano Sul-Brasil sem Miséria com o governador Tarso Genro e os governadores de Santa Catarina e Paraná. No Rio Grande do Sul, porém, o programa será regionalizado, ganhando o nome de RS Mais Igual.

A meta do plano é fazer uma busca ativa às famílias que estão em situação de pobreza, ampliando o alcance de programas sociais como o Bolsa Família.

Informações de PMNH

FOTO: Caco Argemi / Palácio Piratini

Compartilhar

Universidade Feevale é a nova parceira da Campus Party

Avançar »

Apresentado cronograma de obras no Centro para auxiliar hamburguenses

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*