Após ser declarado foragido Número 1 do Vale do Sinos, jovem suspeito de estupro pode ser inocente

Ministério Público da União teria enviado documentos à Novo Hamburgo atestando que Jacson Nauta de Quadros, de 19 anos, o Jundiá, estava em outro Estado no dia do crime.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Ele ocupou as páginas policiais dos principais jornais do Rio Grande do Sul nos últimos dias: “Foragido Número 1 do Vale do Sinos”, diziam as manchetes.

Só que Jacson Nauta de Quadros, de 19 anos, conhecido como Jundiá, pode não ser um dos autores do estupro pelo qual é suspeito. Pelo menos é o que atestariam documentos enviados à Vara da Infância e Juventude de Novo Hamburgo que dizem que o jovem estaria em outro Estado no dia do crime.

Leia Mais

Suspeito de estupro está em Brasília, diz família do rapaz

Reviravolta? Juiz diz que jovem suspeito de estupro não teria nada a ver com o crime

Jovem que teria estuprado mulher por dívida de drogas é o foragido Número 1 do Vale do Sinos

Essa hipótese já havia sido defendida pelo juiz hamburguense João Carlos Corrêa Grey na quarta-feira, dia 10. De acordo com o ofício entregue nesta quinta-feira, 11, Jundiá está inserido no Programa de Proteção a Crianças e Adolescente Ameaçados de Morte (PPCAAM), residindo fora do Estado desde 20 de março deste ano, sob acompanhamento direto do PPCAAM.

O documento é objetivo; garante que o suspeito não teria como cometer o estupro: “Está estudando e trabalhou na sexta-feira, 5 de agosto de 2011, e no sábado, 6 de agosto de 2011, e compareceu ao Ministério Público Estadual para prestar declarações, juntamente com a equipe do PPCAAM”.

Ainda segundo o ofício, ele teria se colocado à disposição da investigação relacionada “ao crime que lhe foi atribuído como vistas de fornecer material para submissão a exame de pesquisa de DNA”. O ofício deve seria encaminhado ainda nesta quinta-feira à 3ª Vara Criminal hamburguense.

A cidade em que Jundiá (foto) está não é divulgada para preservar sua participação Programa de Proteção a Crianças e Adolescente Ameaçados de Morte. Ele é o mesmo jovem que em 2008 assumiu a autoria de 12 assassinatos em Novo Hamburgo. Foi internado no Case e liberado em março, já que a legislação brasileira prevê, no máximo, três anos de internação para adolescentes infratores.

O estupro

Na última sexta-feira, dia 05, uma jovem de 21 anos foi estuprada e torturada depois de ser entregue pelo irmão a traficantes como pagamento de dívida. Foi no Loteamento Kephas, bairro São José, em Novo Hamburgo. Na segunda-feira, 08,  dois suspeitos de envolvimento no crime, um homem de 44 anos e um adolescente de 18 foram presos em operação da Polícia Civil e Brigada Militar. Jundiá foi apontado como suspeito de ser co-autor do crime.

Com informações de Jornal NH

FOTO: Reprodução

Compartilhar

Adiamento do fim do acesso à rua 24 de Maio pela BR-116 reacende polêmica

Avançar »

Bairro Roselândia sediará obertura oficial da vacinação contra paralisia infantil

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*