Suspeito de violentar jovem cumpriu três anos no Case e foi liberado em março deste ano

Conhecido como Jundiá, rapaz de 19 anos fugiu de programa federal de proteção a jovens ameaçados de morte há 45 dias.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Após a prisão do homem que, segundo a Polícia Civil, foi o mandante do seqüestro da jovem de 21 anos violentada na última sexta-feira no bairro Canudos, são procurados os dois rapazes identificados como autores do estupro.

Leia Mais

Adolescente usa irmã para pagar traficantes

Um deles é Jacqson de Nauta Quadros, conhecido como Jundiá, de 19 anos. O outro não teve o nome divulgado. Jundiá confessou, em 2008, ter matado 12 pessoas em oito meses no Vale do Sinos. Foi liberado em março de 2011, após três anos cumprindo medida sócio-educativa no Centro de Atendimento Socioeducativo – Case (foto), tempo máximo permitido por lei.

Como mantinha relações com vários criminosos, ele foi encaminhado a um programa federal de proteção a jovens ameaçados de morte. Segundo o delegado Bolivar Llantada, um dos responsáveis pela operação desta segunda-feira, o adolescente fugiu deste sistema de proteção há 45 dias.

Segundo o tenente-coronel Carlos Armindo Thomé Marques, que responde pelo Comando Regional de Policiamento Ostensivo – CRPO do Vale do Sinos, o irmão da jovem é usuário de drogas e estaria devendo a traficantes. Por isso a teria atraído até o local onde a dupla a seqüestrou.

Com informações de ZeroHora.com

FOTO: reprodução / jfcengenharia

Compartilhar

Menina hamburguense é o primeiro caso confirmado de gripe A na cidade em 2011

Avançar »

Deu a Louca no Reino da Imaginação no Cultura no Campus Infantil

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*