Famílias começam a ser retiradas de casas em locais de risco

De acordo com a Prefeitura, em três meses 149 famílias devem ser removidas e incluídas no programa Bolsa Moradia, para alugarem um imóvel.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Secretaria de Habitação (SEHAB), em parceria com a Coordenadoria de Defesa Civil do Município começou na manhã de segunda-feira, 27 de junho, a fazer a retirada das casas decretadas como em situação de risco e parcialmente destruídas pelo temporal dos dias 22 e 23 de abril no Loteamento Kephas, bairro Vila Diehl.

No total, em três meses, a Prefeitura pretende retirar 149 moradias de famílias que já estão morando em imóveis alugados por meio do Bolsa Moradia.

Leia Mais

“Mais quantas crianças perderão a vida?”, questionam manifestantes no Kephas

Chuva causa desmoronamento e mata três crianças no Kephas

Essas mesmas famílias também serão inseridas em programas do Município para ganhar novas casas. Segundo o prefeito Tarcísio Zimmermann, a Administração está empenhada no auxílio destes moradores. “Dentro da nossa política de responsabilidade estamos apoiando as famílias e estamos empenhados em buscar uma solução definitiva para os atingidos”, destaca o prefeito.

De acordo com a diretora de Habitação e Cooperativismo, Márcia da Rosa, a retirada das moradias é para que a Prefeitura tenha a garantia que as pessoas não voltarão a morar nos locais de risco. Ainda segundo a diretora, as famílias que já alugaram novas moradias terão prioridade nos programas habitacionais desenvolvidos pelo Município. Segundo a SEHAB, estão estabelecendo um diálogo com os moradores que ainda não saíram do local para que haja uma cooperação para o bem de todos.

Bolsa Moradia e

apoio nas mudanças

Para participar do Bolsa Moradia, programa criado pelo prefeito Tarcísio Zimmermann após os desabamentos de abril, as famílias devem fazer um cadastro no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Kephas, que fica na Rua Tamoio, n° 52, bairro Vila Diehl, Loteamento Kephas. O benefício é concedido aos moradores que possuem um laudo da Coordenadoria de Defesa Civil do Município comprovando o risco da habitação.

Além disso, o morador que buscar o subsídio deve ter uma renda familiar máxima de R$ 1.395,00 e não ter nenhuma outra propriedade em seu nome ou participar de algum programa de habitação. Após o cadastro, outro critério é de que a família passe a fazer parte dos programas desenvolvidos no CRAS. O valor do auxílio é de R$ 352,00.

Para retirar as famílias afetadas das localidades de risco, a Secretaria de Habitação (SEHAB) está auxiliando na mudança dos moradores. Para isso, disponibiliza um caminhão de forma gratuita. Os pedidos de uso do veículo também podem ser feitos diretamente no CRAS Kephas.

Informações de Imprensa PMNH

FOTOS: Renata Arteiro / PMNH

Compartilhar

Francal 2011: Casa Novo Hamburgo começa bem feira coureiro-calçadista

Avançar »

Está chegando o Dia D contra o sarampo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*