“Chave para o futuro”, diz prefeito sobre criação de Centro de Inovação e Tecnologia

Termo de Cooperação para empreendimento na Capital do Calçado foi assinado nesta quarta por representantes de instituições de ensino, iniciativa privada e poder público. .

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Pense rápido: qual é o maior problema da indústria de tecnologia atualmente? Uma reflexão um pouco mais apurada e a resposta será mão de obra qualificada.

Em Novo Hamburgo, esse é um entrave para o desenvolvimento que tem seus dias contados. Pelo menos a julgar pelo Termo de Cooperação assinado na Prefeitura na manhã desta quarta-feira, dia 15 (foto). Instituições de ensino, iniciativa privada e poder público se comprometem a trabalhar juntos por um Centro de Inovação e Tecnologia.

Segundo o prefeito Tarcísio Zimmermann (PT), trata-se de, nada mais, nada menos, do que a “chave para o futuro”. Considerado pelas autoridades presentes como “arquiteto” da mobilização, o prefeito entende que o empreendimento põe a Capital Nacional do Calçado em um patamar de referência na produção de conhecimento. “A cidade será mais produtora de tecnologia, sem abrir mão da indústria, da vocação manufatureira”, prevê Zimmermann.

Sentido de cooperação

O Centro de Inovação e Tecnologia – CIT tem natureza multi-institucional. Além da Prefeitura, o protocolo conta com a participação do Governo do Estado (Secretarias de Educação e de de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico), Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, Universidade Feevale, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – Uergs, Grupo Sinos e Grupo Zaffari. Todos tinham representantes no evento desta quarta.

A sede do CIT deve ser junto à Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, aproveitando a área onde originalmente está projetado o empreendimento “Boulevard Germânia”, do Grupo Zaffari. Um terreno às margens da BR 116, nas proximidades do viaduto da Avenida Sete de Setembro, à direita para quem se desloca no sentido Novo Hamburgo/São Leopoldo.

PRÓXIMOS PASSOS – Agora, o projeto será formalmente incluído no Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico Local – Pedel, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID. A instituição financeira destinará recursos do Fundo de Cooperação da Espanha para a elaboração dos Termos de Referência, Estudos de Viabilidade Técnica e Ambiental, Projetos Básicos e de Modelagem da Gestão.

Ao Portal novohamburgo.org, Tarcísio Zimmermann disse que o Centro de Inovação e Tecnologia não inviabiliza a instalação de um Distrito Industrial, citado como possibilidade no Pedel. “As duas iniciativas estão no horizonte”, garante. Ainda não há, no entanto, uma data estimada para que os projetos saiam do papel. O que há, sim, é um otimismo das autoridades.

O que dizem as instituições

Reunir esse apanhado de instituições não é uma tarefa fácil. Estamos com muito orgulho e queremos ver engrandecer esta idéia. Ter um campus com muitas instituições vai servir como referência na formação de pessoas. E o que temos de duradouro é a educação. Estamos potencializando o trabalho em rede e dando um passo muito importante nesta área.”

Cleber Prodanov (na foto, de pé), Secretário Estadual de Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Esta é uma importante parceria que se soma na iniciativa de buscar o desenvolvimento da região. Todas as entidades envolvidas saem fortalecidas para buscar a melhor formação dos nossos recursos humanos.”

Maria Inês Zülke, diretora executiva da Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha

Muito nos orgulha fazer parte de um projeto como este. Temos um empreendimento que está sendo tratado com muito carinho e ter constituída uma área institucional junto com o Prefeito vai organizar melhor a nossa distribuição. Esperamos ter muito êxito e que esse plano traga todos os resultados almejados.”

Cláudio Zaffari, diretor-superintendente do Grupo Zaffari

Esta é uma data importante, pois esta ação chama diversos setores para aglutinar esforços nas áreas de avanço tecnológico e pesquisas. Isto gera não só o desenvolvimento de empresas, mas também a inclusão social e ainda serve de exemplo para outras prefeituras.”

José Thadeu de Almeida, diretor geral adjunta da Secretaria Estadual de Educação

A assinatura deste termpo é um marco para Novo Hamburgo. Esta ação conjunta entre poder público, iniciativa privada e universidades é de grande importância. Nós estamos comprometidos.”

Ramon Fernando da Cunha, reitor da Universidade Feevale

Temos a função de promover o desenvolvimento regional e Novo Hamburgo está em uma posição estratégica, das mais importantes. Esse projeto mexe com uma questão principal em nosso País, que é a infraestrutura humana. Articular essa união de entidades vai ajudar na otimização desses recursos.”

Fernando Guaragna Martins, reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Sul

É uma honra para o Grupo Sinos poder participar desta bela iniciativa do poder Executivo. Ela trará grandes possibilidades e vai melhorar o setor de pesquisa e desenvolvimento, aumentando a nossa vontade de fazer parte deste tipo de ações. Aglutinar essas empresas e entidades de ensino é uma grande idéia.”

Carlos Eduardo Gusmão, presidente do Conselho Administrativo do Grupo Sinos

FOTOS: Felipe de Oliveira / novohamburgo.org

Compartilhar

Praça do Imigrante repleta de atividades no Dia do Desafio

Avançar »

Pensando Novo Hamburgo retoma mortandade de peixes

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*