Contribuição de Empreendedores Individuais para INSS será reduzida a partir de maio

Alíquota passará de 11% para 5% do salário mínimo, o equivalente a R$ 27,25. Programa Empreendedor Individual tem um milhão de registros.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Os Empreendedores Individuais – EIs do país receberam a notícia de que o valor da contribuição previdenciária – INSS para os trabalhadores será reduzido, através da medida provisória nº 529, publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira, 08.

A alíquota passará de 11% para 5% do salário mínimo, o equivalente a R$ 27,25, a partir de 1º de maio de 2011.

Na semana passada, foi comemorado o número recorde de um milhão de registros do programa Empreendedor Individual. Em Novo Hamburgo, são 1.625 empreendedores que serão beneficiados com a mudança.

O diretor de Economia Solidária e Apoio à Microempresa, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia, Trabalho e Turismo – Sedetur, Ênio Brizola, destaca que o valor facilitará o pagamento e inclusão dos integrantes do EI na previdência. “Este valor vai facilitar ainda mais a criação de novos empreendedores individuais na cidade. Outros trabalhadores terão oportunidade de formalizar seu próprio negócio”, coloca.

MUDANÇAS – O carnê mensal do EI, em 2011, seguirá com os seguintes valores: de R$ 59,95 a R$ 65,95 (março e abril) e de R$ 27,25 a R$ 33,25 (maio a dezembro).

Os microempreendedores que já emitiram os carnês com valores diferentes devem aguardar a atualização do aplicativo PGMEI para fazer nova emissão. O serviço será informado assim que estiver disponível. O prazo para pagamento da competência de maio, primeiro mês com o novo valor, vence em 20 de junho, segundo informações do Comitê Gestor do Simples Nacional.

Informações de Imprensa da PMNH

FOTO: reprodução

Compartilhar

Mestres e memórias do calçado hamburguense ilustram exposição

Avançar »

Prefeito se reúne com presidente da Francal Feiras

Um comentário

  1. Valdinez Feitoza
    13 de abril de 2011

    Certamente este é mais um incentivo ao empreendedorismo, e acreditamos que as famílias brasileiras só têm a ganhar.
    O MEI chegou com uma perspectiva muito grande para colocar um fim na informalidade de vários empresários, mais que isso, acreditar que com essa forma de tributação, abrem-se as portas para o crescimento de um Município, fortalece o Estado e toda uma Nação. Essa forma de tributação chamada de MEI – Micro Empreendedor Individual veio para que o cidadão consiga auto se sustentar, trabalhando de forma legal, com custos menores do que se estivesse trabalhando na informalidade.
    Essa percepção de profundas transformações causa a necessidade de desenvolver métodos e técnicas diretamente relacionados à potencialização, de melhorar as ações, para contribuir com crescimento do empreendedor individual.
    “Os profissionais Contadores são os mais bem capacitados a fim de estudar e analisar os benefícios e as desvantagens que este tipo de tributação oferece aos diversos tipos de empresários”.

    Consultoria Feitoza Contabilidade – Gurupi – Tocantins – (63) 3312-7045
    Valdinez Feitoza – Contador

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*