ACI, Abicalçados e Abrameq buscam solução para problemas alfandegários na Argentina

Governo do país vizinho tem ampliado suas barreiras à entrada de produtos brasileiros. Deputado repassará problema ao Governo do Estado.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Buscar soluções para o impasse nos atrasos de licenças de produtos brasileiros, em especial gaúchos, na alfândega com a Argentina.

Este foi o objetivo da reunião entre a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha – ACI-NH/CB/EV, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados – Abicalçados e a Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins – Abrameq e deputado estadual Luis Lauermann, representando o poder legislativo do Estado.

Setores como o calçadista, moveleiro, componentes, têxtil e químico estão enfrentando dificuldades em função de restrições impostas pelo governo argentino. “É urgente uma atitude enérgica, tanto do Governo Estadual como do Federal, para que esta situação não permaneça. Temos relatos de associados que estão com esta dificuldade para entrar com seus produtos no país vizinho”, enfatiza Marco Aurélio Kirsch, diretor de Relações Institucionais da ACI.

O deputado Lauermann ficou encarregado de repassar ao governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e ao secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento do RS, Mauro Knijnik, a preocupação das entidades com seus associados, que buscam uma solução imediata para o impasse.

Às vésperas do aniversário de 20 anos do Mercosul, quando entrou em vigor o livre comércio entre países do bloco, o governo da Argentina voltou a ampliar suas barreiras à entrada de produtos brasileiros.

Informações de De Zotti Assessoria de Imprensa

FOTO: divulgação / De Zotti

Compartilhar

Cresce a fiscalização de descarte irregular de pneus

Avançar »

Exposição “Calçados: seus mestres e memórias” abre nesta quinta-feira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*