Lâmpadas queimadas são recolhidas para descarte ecológico

Foram empenhados cerca de R$ 4 mil para a contratação de uma empresa licenciada por órgão ambiental para realizar o recolhimento.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Secretaria de Meio Ambiente de Novo Hamburgo – SEMAM realizou a destinação correta de mais de quatro mil lâmpadas fluorescentes que estavam armazenadas no depósito do Centro Administrativo Leopoldo Petry.

Os produtos se acumularam devido a campanhas de gestões passadas e da própria manutenção do prédio e de outros espaços públicos, como escolas e unidades de saúde.

Por se tratar de um resíduo perigoso, foram empenhados cerca de R$ 4 mil para a contratação de uma empresa licenciada por órgão ambiental que realizou o recolhimento das lâmpadas. “Isto mostra a preocupação da secretaria em dar uma destinação correta ao material, evitando assim, problemas como a contaminação por mercúrio”, explica o secretário da SEMAM, Ubiratan Hack.

Com a execução do projeto Reluz, que vai substituir toda a iluminação pública do município, a Prefeitura diminuirá a geração deste resíduo, já que as novas lâmpadas terão duração de cinco a 10 anos. Por conseqüência, o gasto em dar à destinação correta a elas também será diminuído.

Segundo Hack, as lâmpadas geradas pelo consumidor, de acordo com a nova lei de resíduos sólidos, devem ser retornadas ao local de compra, pois são de responsabilidade do produtor, do distribuidor e do comerciante.

Informações de Imprensa da PMNH

FOTO: divulgação / Diogo Fernandes

Compartilhar

Prefeitura estima Orçamento 2011 em R$ 673 milhões

Avançar »

Funcionária da Prefeitura é suspeita de desviar pelo menos R$ 200 mil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*