Classes sociais e o consumo no Brasil foram pautas do encontro “Economia & Negócios

O Coordenador do curso de Ciências Econômicas da Unisinos, Sérgio Leusin Júnior, foi o palestrante do encontro promovido pela ACI

Da Redaçãoredacao@novohamburgo.org

O Setor de Estatística da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha realizou mais uma edição do Economia & Negócios na última terça-feira, 05. O palestrante foi o coordenador do curso de Ciências Econômicas da Unisinos, Sérgio Leusin Júnior, que falou sobre “As classes sociais e o consumo no Brasil: cenário atual e perspectivas futuras”.

Leusin explanou sobre como está o cenário econômico atual, as causas da expansão recente do consumo das famílias brasileiras, as classes sociais no Brasil, o atual ciclo de consumo no Brasil e o cenários econômico para 2011, demonstrando grande otimismo a respeito de economia brasileira e a das melhoras nos índices sociais.

“O Brasil vive uma fase muito boa, ficar apenas reclamando de juros altos é ilusório. Para entender melhor o que está acontecendo temos que admitir que estamos ainda em fase de adaptação ao mercado de consumo de massa”, advertiu Leusin.

Para Leusin uma das principais transformações de nossa economia, desde os anos 1980, é a de que, neste período, éramos reféns do varejo, ou seja, era preciso comprar tudo de uma vez só para estocar, em função da hiperinflação e da baixa oferta de produtos.

Na opinião do economista, o único pecado que ainda pagaremos por um longo período é a falta de investimentos em infraestrutura, o que para Leusin emperra o crescimento do país nos 5,7% ao ano, em média.

“Este ano teremos um crescimento extraordinário, por volta dos 7,5%, mas não esperem isto para 2011. Teremos o melhor Natal de todos os tempos em 2010, o que manterá a economia aquecida no princípio de 2011. Mas, infelizmente, mesmo com grandes investimentos feitos nos últimos anos em infraestrutura, o seu ritmo é muito lento, e ficamos muito tempo sem investir nessa área”, explica Leusin.

INCLUSÃO

Segundo o coordenador do curso de Ciências Econômicas da Unisinos, o grande legado deste aquecimento econômico que estamos vivendo nos últimos anos será a inclusão de uma grande camada da população que antes não tinha expectativas de consumo e que passava à margem das grandes redes de supermercados e de grandes lojas de eletroeletrônicos. Ele lembrou, ainda, que pela primeira vez na história o Brasil tem um ciclo de crescimento de 21 trimestres seguidos. Com isto 20% de novas pessoas puderam ser incluídas no ciclo de consumo, gerando além de impostos, novos postos de trabalho e renda.

Informações De Zotti

Compartilhar

Sanfelice será extraditado e vai cumprir pena no Brasil

Avançar »

São Jorge conta com nova ponte concreto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*