Município reduz índice de mortalidade infantil pela metade

A Secretaria de Saúde está realizando diversos programas para o cumprimento do pacto para Redução da Mortalidade Infantil. Confira as principais ações!

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Em 12 meses, o pacto para Redução da Mortalidade Infantil idealizado pela Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo obteve resultado de redução de quase 50% no número de mortes de crianças recém nascidas.

Em 2008 foram 48 óbitos, número que caiu para 26 em 2009. A iniciativa teve o objetivo de oferecer atenção especial integral às gestantes e às crianças de 0 a 1 ano de idade que correm algum tipo de risco de morte.

O prefeito Tarcísio Zimmermann afirmou que o número é uma vitória e resultado da união de esforços da Administração Municipal, dos servidores de Saúde, comunidade e das mães. Zimmermann ainda destacou que houve melhora no atendimento, redução de filas de espera para exames e pequenas cirurgias e o início das obras de quatro novas Unidades Básicas de Saúde.

A secretária de Saúde, Clarita de Souza, ressaltou a necessidade de mudar uma realidade muito triste. “Quando assumimos a pasta tínhamos uma estrutura precária que não oferecia as condições necessárias para os atendimentos. Investimos muito e trabalhamos muito para alcançar esse resultado”, disse a secretária.

Principais ações para reduzir

a mortalidade infantil

O Município capacitou 19 novos visitadores do programa Primeira Infância Melhor (PIM), totalizando 25 agentes em 2009. O PIM possui atuação nas Vilas Marisol, Kipling e Getúlio Vargas, no bairro Canudos, e tem a função de realizar o diagnóstico inicial, acompanhar e controlar a qualidade de vida das famílias promovendo o desenvolvimento integral de suas crianças.

O programa Amigos do Bebê -auxilia as novas mamães a cuidarem de seus filhos. Incentiva a amamentação e organiza grupos de apoio psicológicos e de planejamento familiar. Eles também realizam busca ativa de crianças que não compareceram às consultas médicas agendadas. A SMS promoveu nesse ano, e em 2009, a Semana do Aleitamento Materno.

O programa de Saúde da Família (PSF) tem a finalidade de fortalecer as estratégias preventivas na área da saúde de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), e neste foram implementadas ações voltadas para atenção à saúde em setores populacionais mais vulneráveis.

A SMS também criou o prontuário de atendimento nas Unidades de Referência (UBSs Primavera, Canudos, Boa Saúde, Kephas e Santo Afonso) e consolidou os grupos de acompanhamento e apoio de gestantes nas UBSs Canudos, Guarani, Kephas, Primavera, Roselândia e Santo Afonso. A secretaria ainda ampliou o número de crianças atendidas pelo programa Nutrir, que funciona no bairro Santo Afonso.

Outra atuação de destaque no Município foi realizada com o surgimento da nova gripe. A SMS tomou todas as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus Influenza A (H1N1) e a infecção de gestantes e recém-nascidos.

Informações PMNH

FOTO: Rodrigo Machado

Compartilhar

Ideal é o próximo bairro a receber nova rede de água

Avançar »

Acidente deixa um ferido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*