• Visualizações 3446

Polícia por pouco não evitou morte de advogada em Novo Hamburgo

Viviane Maris Rieck dos Santos, de 47 anos, foi morta com um tiro no peito, por volta das 13h30 da última quarta-feira, dia 17, nas imediações do Hipermercado Bourbon.

Da Redação redacao@novohamburgo.org

A orientação das autoridades é sempre de que, em situações de assalto, a vítima não reaja, evitando o confronto com o bandido.

Leia Mais

Polícia Civil revela identidade de mulher morta em suposto assalto

Identidade de mulher morta em suposto assalto ainda não foi descoberta

Caso tivesse seguido o conselho, a advogada Viviane Maris Rieck dos Santos, 47 anos, poderia estar viva. Ao ser abordada por dois assaltantes, no entanto, assustou-se, tentou fugir e foi morta com um tiro no peito em Novo Hamburgo.

O crime ocorreu próximo à esquina entre as ruas João Pessoa e Tomé de Souza, bairro Pátria Nova, nas imediações do Hipermercado Bourbon, por volta das 13h30min da última quarta-feira, dia 17.

Outro fator também poderia ter evitado o latrocínio. Eram aproximadamente 13h25min quando o inspetor da Polícia Civil José Lourenço avistou dois suspeitos caminhando no local. Segundo ele, desconfiou. Foi levar um familiar ao trabalho e passou na delegacia para pegar um colega antes de voltar para abordar os bandidos. Tarde demais. Quando chegaram, Viviane já estava morta. Câmeras de uma empresa captaram os dois suspeitos transitando na calçada da rua João Pessoa, três minutos antes do assalto.

SUSPEITOS – Ainda na tarde de quarta-feira, um dos suspeitos foi preso. Morador da rua Campo Bom, no bairro Canudos, Carlos Regis Silva dos Santos, 26 anos, foi encontrado em um bar perto de casa, por volta das 16 horas. O outro identificado nas imagens e pelo policial, Felipe Soares, 21, teria escapado por um beco.

O delegado Nauro Osório Marques diz que a participação da dupla está comprovada e que pedirá prisão preventiva à Justiça. Contudo, Carlos Regis Silva dos Santos nega a autoria do latrocínio e Felipe Soares ainda não tinha sido capturado até a noite de quarta-feira. O Clio Sedan da vítima foi encontrado horas depois do crime.

Tragédia

Conselheira da OAB Novo Hamburgo, Viviane Maris Rieck dos Santos (foto) era divorciada e deixa duas filhas, uma de 13 anos e outra de 15. Preparava uma festa para a mais velha, que retornaria nesta quinta-feira de um intercâmbio nos Estados Unidos. Na sexta, 19, ela completa 16 anos.

O corpo da vítima deve ser cremado no Crematório do Cemitério Ecumênico Cristo Rei, em São Leopoldo.

Ao contrário das primeiras informações repassadas ao Portal novohamburgo.org por uma testemunha, Viviane não chegou a sair do carro antes de ser baleada.

Conforme a Polícia Civil, ela teria se assustado ao ser abordada pelos assaltantes e tentado fugir. Quando reduzia a velocidade na esquina entre as ruas João Pessoa e Tomé de Souza, levou um tiro na axila que acabou atingindo o peito. Foi puxada para fora do carro pelos bandidos, que fugiram passando por cima de sua perna, e morreu minutos depois.

FOTOS:

novohamburgo.org

reprodução

Compartilhar

Identidade de mulher morta em suposto assalto ainda não foi descoberta

Avançar »

Divulgados locais de prova de concurso para Prefeitura

3 comentários

  1. Jose da Rocha
    18 de março de 2010

    É provavel que os bandidos sejam soltos nóvamente. Desta vez por um colega de porta de cadeia. Esta é a maior barbaridade, advogados que vivem de bandidos, o povo é que merece !!!!!!
    São presidiarios foram soltos por soltos por advogados, e que se repete!!!

    Responder
  2. Joel
    18 de março de 2010

    A criminalidade aumenta a cada segundo, matam as pessoas de qualquer forma.
    No Brasil deveria ter pena de morte, com forca para que o governo não venha reclamar por custos publicos, a forca como pena de morte seria bom, acredito que diminuiria tantos crimes que acontecem.Pois o Brasil tem muita gente assim poderiam dezimar esses indigentes assassinos da sociedade e acabar com a tantas lotaçoes em prisoes. assim melhoraria o O BRasil.

    Responder
  3. Lucas
    19 de março de 2010

    Até Quando?

    Mais uma tragédia no nosso cotidiano. Até quando teremos que agüentar esta guerra que estamos vivendo e a falsa idéia de que ficará tudo bem? QUANDO ISSO VAI PARAR??? Fico preocupado desde já com meus futuros filhos, enquanto vejo essas atrocidades sendo cometidas em plena luz do dia. Não culpo a polícia por não ter evitado o crime, mas culpo os políticos que deveriam garantir um melhor preparo para esta. Onde estão sendo investidos os cinco meses de salário anuais do trabalhador honesto? Penso que tudo isso começa na base da vida, a infância, na formação desses rapazes. Não posso afirmar com absoluta certeza, mas tenho plenas convicções de que esses bandidos não receberam uma educação adequada. A precariedade no ensino público de Novo Hamburgo e de muitas outras cidades brasileiras é algo vergonhoso para um país que pensa ser desenvolvido futuramente! O problema está aí, na nossa cara. Enquanto morrem aqueles que lutam pela justiça e tentam ensinar o que é ou não é correto, continuam livres e vivos aqueles que cometem essas barbaridades. E para aqueles que acham que não tenho a solução, dou-lhes a seguinte dica: “A história de todas as sociedades que já existiram é a história da luta de classes”, Karl Marx e Friedrich Engels. Acabem com essa história e viveremos socialmente em paz!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*