Economia: Vendas no varejo crescem em janeiro e Novo Hamburgo acompanha tendência, diz Sindilojas

Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, presidente da entidade avalia resultado do mês de janeiro divulgado pelo IBGE e projeta 2010: eleições de outubro devem contribuir.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org

Sabe aquela máxima de que dezembro é o mês do comércio? Esqueça! Pelo menos por enquanto, passa a ser janeiro.

As vendas no comércio varejista abriram o ano em alta e registraram crescimento de 2,7% no primeiro mês de 2010 na comparação com o último de 2009, quando houve queda de 0,4%.

Leia Mais

Economia: PIB teve queda de 0,2% em 2009

Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio – PMC, divulgada na última quinta-feira, dia 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Resultado que assume o papel de alento para a economia brasileira. No mesmo dia, o Governo Federal anunciara queda de 0,2% no Produto Interno Bruto – PIB em 2009. É  o pior resultado em 17 anos.

Em relação a janeiro de 2009, o crescimento do comércio varejista foi de 10,4%. No período que inclui os últimos 12 meses encerrados em janeiro, o setor acumula expansão de 6,2%. O levantamento aponta ainda que a receita nominal gerada pela atividade subiu 3,0% na passagem de um mês para o outro (dezembro/2009 e janeiro/2010) e 12,3% em relação a janeiro do ano passado.

ATIVIDADES – As dez atividades pesquisadas registraram avanço no volume de vendas na comparação com o mês anterior. As principais altas foram verificadas em móveis e eletrodomésticos (7,9%); equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (5,8%); livros, jornais, revistas e papelaria (3,2%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,5%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (2,0%); material de construção (1,9%); e em hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,4%).

A análise regional revela que houve expansão das vendas em todas as 27 unidades da Federação. Os destaques foram: Mato Grosso (18,2%); Acre (17,9%); Amapá (17,1%); Goiás (15,4%) e Ceará (13,2%).

Novo Hamburgo acompanha crescimento

Varejistas hamburguenses comemoram o resultado e esperam que a tendência se confirme em 2010.  É no que aposta o Sindicato do Comércio Varejista de Novo Hamburgo – Sindilojas-NH.

O presidente da entidade empresarial confirma que a Capital Nacional do Calçado acompanhou o crescimento do setor, ainda que não na mesma proporção. Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, Gerson Müller (foto) analisa os resultados e faz uma projeção otimista para o ano que começa.

novohamburgo.org – Qual é a explicação para esses dados positivos do comércio logo no início do ano?

Gerson Müller – São três, na verdade. A taxação sobre o calçado chinês  reflete na nossa indústria, ofertando mais empregos. É um dos fatores. Outro é o boom na construção civil, que está ajudando a incrementar as vendas. O terceiro são as facilidades de acessos a financiamentos.

novohamburgo.org – A crise financeira mundial teve efeitos no comérico varejista em Novo Hamburgo durante o ano de 2009?

Gerson Müller – Novo Hamburgo é uma cidade pólo e por isto acaba refletindo. As indústrias tiveram uma queda na produção, até por causa da exportação de calçados e isto está refletindo no mercado. Se a indústria vai bem, o comércio vai bem.

novohamburgo.org – Qual é a perspectiva do setor para o ano de 2010?

Gerson Müller – É de que em 2010 as vendas comecem a se alavancar. Estamos em ano eleitoral e todo o ano eleitoral acaba sendo bom, pois tudo é trabalhado para que seja positivo.

Com informações da Agência Brasil

FOTOS

reprodução / stock.xchng

reprodução / Fecomércio-RS

Compartilhar

Atividades da Semana da Mulher encerram com Dia da Beleza

Avançar »

Convênios garantem 18 milhões para Novo Hamburgo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*