Bolão premiado: Dono de lotérica presta depoimento, acusa funcionária e diz estar constrangido

No depoimento de cerca de uma hora e trinta minutos, o proprietário da Esquina da Sorte descartou possibilidade de erro da gráfica, hipótese levantada pelos advogados.

Da Redação redacao@novohamburgo.org

Acompanhado pelo advogado criminalista Cláudio Rodrigues Neto, José Paulo Abend, dono da lotérica Esquina da Sorte, de Novo Hamburgo, prestou depoimento na tarde desta quarta-feira, dia 24.

Leia Mais

Bolão premiado: Apostadores agora querem bloquear prêmio de R$ 53 milhões da Mega Sena

Durante aproximadamente 1h30min na 2ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo, Abend teve de cruzar com cinco apostadores que acertaram as dezenas da Mega Sena, mas não tiveram a aposta registrada no bolão promovido pela lotérica. Constrangido, não falou com ninguém antes de entrar na sala do delegado Clóvis Nei da Silva.

O proprietário da lotérica descartou a possibilidade de erro da gráfica. Disse que encontrou o volante que seria premiado e reforçou que foi um erro de uma funcionária, que, segundo ele, esqueceu de validar o volante do bolão e de outros dois. Também disse estar se sentindo envergonhado. A lotérica poderia estar famosa agora em vez de estar sendo processada e ele mesmo também seria um dos ganhadores, já que teria ficado com quatro cotas do bolão.

Após o depoimento, o delegado disse que segue na linha de investigação do crime de estelionato. Quer ouvir em breve a funcionária citada pelo dono da lotérica e os demais empregados do local. Até esta quarta-feira, 20 pessoas foram ouvidas. A funcionária responsável por fazer os bolões é a próxima. Abend falou que a funcionária que cometeu o erro é uma pessoa humilde. O pai dela também seria um dos compradores do bolão.

Com informações de ZeroHora.com

FOTO: Miro de Souza / Zero Hora

Compartilhar

Bolão premiado: Apostadores agora querem bloquear prêmio de R$ 53 milhões da Mega Sena

Avançar »

Casas lotéricas de Novo Hamburgo evitam bolão depois de confusão envolvendo Mega Sena

2 comentários

  1. Nana
    27 de fevereiro de 2010

    Esse é um caso muito complicado pois um joga para o outro, mesmo que o erro seja da funcionaria a unidade responsavel pelos bolões é a loteria e quem é responsavel pela loteria e pelo qu vende nela e a caixa econo mica federal, trabalho numa loteria e sei que nada disso e fiscalizado, na minha cidade até funcionarios da caixa economica compram bolões e agora querem proibir??
    Isso não existe ele tem que se responsabilizar sim…vamos ver o que vai essa história.

    Responder
  2. Nana
    27 de fevereiro de 2010

    Esse é um caso muito complicado pois um joga para o outro, mesmo que o erro seja da funcionaria a unidade responsavel pelos bolões é a loteria e quem é responsavel pela loteria e pelo qu vende nela e a caixa econo mica federal, trabalho numa loteria e sei que nada disso e fiscalizado, na minha cidade até funcionarios da caixa economica compram bolões e agora querem proibir isso não existe…
    Isso não existe ele tem que se responsabilizar sim…vamos ver o que vai essa história.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*