Depois da tempestade, a reconstrução: Novo Hamburgo contabiliza prejuízos

Prefeitura trabalha desde a última sexta-feira para atender famílias atingidas pela chuva torrencial que caiu sobre a região. Bairro Santo Afonso é o mais atingido.

Da redação redacao@novohamburgo.org

A tempestade que assustou Novo Hamburgo e o Vale do Sinos no último fim de semana passou… Os estragos ficaram!

Com a retomada da rotina nesta segunda-feira, dia 16, as primeiras horas foram dedicadas à contabilizar os prejuízos e trabalhar para solucionar os problemas.

Leia Mais

Cerca de 20 mil ainda estão sem luz no Estado por causa dos temporais

Prefeitura trabalha para amenizar danos da chuva

Alagamentos transformam Centro em “lagoa” e chuva não deve parar tão cedo

A Defesa Civil hamburguense esteve pela manhã nos bairros Canudos, Rondônia, Santo Afonso, Ideal e Petrópolis para verificar os estragos. Desde sexta-feira, dia 13, foram registradas dez ocorrências entre deslizamentos, desmoronamentos e infiltrações em toda a cidade.

O bairro Santo Afonso é o mais atingido. De acordo com o Secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Luiz Fernando Farias, 15 famílias da Vila Palmeira estão alojadas no ginásio da Escola Municipal Harry Roth. Ainda sábado, dia 14, foram orientadas a deixar suas residências e buscar abrigo na escola. A Secretaria do Desenvolvimento Social formou equipe com nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais para dar suporte às vítimas.

A sub-chefe da Defesa Civil explica que somente no bairro Canudos, há registro de cinco pontos que necessitam de atenção. “Vistoriamos junto com um engenheiro da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos uma ponte entre a Avenida Alcântara e Valter Iselrad (no Arroio Pampa) que ficou com sua estrutura comprometida”, explica Inácia Wasem, lembrando que a Diretoria de Trânsito deve interditar a passagem de veículos no local. Com trânsito em meia-pista no sentido centro-bairro desde sexta, a Rua Sapiranga (foto) precisou ser interrompida por duas horas para que fosse removido parte do aterro que invadiu a pista e bloqueou o passeio público.

Em Lomba Grande, uma ponte na estrada da localidade de São Jacó, próximo a Igreja de Pedra, foi levada pela força da água. A Secretaria de Desenvolvimento Rural trabalha para normalizar o trânsito. A prioridade é evitar que os veículos precisem alterar a rota para chegar até as escolas do bairro.

Já a Diretoria de Limpeza Urbana, no sábado, dia 14, com o auxílio de um caminhão pipa, lavou as ruas próximas a Estação Rodoviária Normélio Stabel, onde no dia anterior o Arroio Luiz Rau subiu à nível que quase encobria completamente os veículos. Segundo o diretor Anílton Cezar Rodrigues, equipes de varredura estarão trabalhando neste início de semana para limpar todos os detritos deixados pela enxurrada.

Com informações da Imprensa da Prefeitura de Novo Hamburgo

FOTO: Deivis Luz / Imprensa PMNH

Compartilhar

Eleito Papai Noel oficial dos hamburguenses

Avançar »

Evento em comemoração aos 19 anos de Conselho Tutelar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*