Nepal e Índia fazem “Censo” para contar tigres-de-bengala

Nepal quer duplicar, até 2022, a população de tigres-de-bengala, hoje ameaçados no país. Caça e perda do habitat põem últimos 3 mil felinos em risco de extinção.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Centenas de especialistas munidos de câmeras sofisticadas começaram na última terça-feira, dia 5, a percorrer as florestas das planícies meridionais do Nepal com o intuito de contar o número de tigres-de-bengala que vagam por parques no país.

O censo de tigres será feito em vários parques nacionais do sul do país, que se estendem até a Índia, que também fará um levantamento semelhante em seu lado da fronteira.

O governo tenta duplicar o número de animais até 2022. Atualmente, há 176 animais da espécie contabilizados no Nepal, mas eles estão ameaçados pela caça e pela perda do habitat natural.

“A contagem simultânea ajudará a evitar que o mesmo animal que cruza de um lado para o outro seja contado duas vezes”, disse o ecologista Maheshwar Dhakal.

No passado, milhares de tigres-de-bengala andavam pelas florestas de Bangladesh, Índia e Nepal, mas hoje restam apenas cerca de 3 mil deles, segundo especialistas. Um grande desafio para a sobrevivência da espécie é o combate ao comércio ilegal de órgãos dos animais, que são usados na medicina tradicional chinesa.

Informações de Reuters

FOTO: reprodução

Compartilhar

Empresas da região são identificadas como responsáveis por depósito irregular de resíduos

Avançar »

Convênio Dengue é mantido na cidade Novo Hamburgo

Um comentário

  1. heloisa Machado
    15 de fevereiro de 2013

    Tigre aumento da População

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*