Confiança da indústria tem queda e atinge menor nível desde agosto de 2009

O índice mostrou queda de 0,4% de setembro para outubro deste ano, tendo o menor nível desde agosto de 2009, quando ficou com 100,2 pontos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Medido pelo Instituto Brasileiro de Economia – Ibre, da Fundação Getúlio Vargas – FGV, o Índice de Confiança da Indústria – ICI, apresentou queda. Caindo 0,4% de setembro para outubro de 2011, a pontuação passou de 101,1 para 100,7 pontos.

Por conta de baixa pontuação, o índice atingiu seu menor nível desde 2009, quando teve 100,2 pontos. Essa é a décima queda consecutiva e a pontuação fica abaixo da média de 103,9 pontos. A FGV acredita que o resultado tem relação com a queda de 0,9% do Índice da Situação Atual, para 102 pontos.

Em quesitos analisados no Índice da Situação Atual, houve a diminuição nas empresas que consideram boa a situação dos negócios, com queda de 20,5% para 19%. Por enquanto, o índice mostra que a proporção das empresas que avaliam a situação como fraca se manteve em 9,5%. O Índice de Expectativa, porém, avançou 0,2% e passou para 99,4 pontos.

As perspectivas para a produção nos próximos três meses pontua 124,1, superando os três meses anteriores. Segundo o índice, 34,2% de 1.243 empresas consultadas preveem aumentar a produção nos três meses seguintes, mas 10,1% pretendem reduzi-la. Em agosto, a produção que aumentaria era de 34,9% e que reduziria era de 11,9%.

A pesquisa ainda mede o Nível de Utilização da Capacidade Instalada – Nuci, que passou de 83,6% para 83,5% no período, sendo o menor nível desde novembro de 2009, com 82,9%.

Informações de Agência Brasil

FOTO: Ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Cheques agora terão data de emissão como medida de segurança

Avançar »

Reajuste de impostos para cigarros é adiado para maio de 2012

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*