Projeção de inflação é reduzida para 6,5% em 2011

Também é diminuído o crescimento da economia e a produção industrial. Já a taxa básica de juros é mantida em 11% ao ano e a taxa de câmbio em R$ 1,75.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, dia 24, a projeção de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, foi reduzida novamente. Com queda de 6,52% para 6,50%, a estimativa é feita por investidores e analistas do mercado financeiro.

Assim como a projeção, o crescimento da economia e a produção industrial foram reduzidos de 3,42% para 3,30% e de 2,04% para 2%, respectivamente. Diferente da projeção de inflação, a taxa básica de juros, a Selic, foi mantida em 11% ao ano no final de 2011 e a taxa de câmbio em R$ 1,75.

Os preços administrados, porém, tem expectativas elevadas, passando de 5,80% para 5,90%. Esses preços são aqueles cobrados por serviços monitorados pelo governo, como água, saneamento, energia elétrica, transporte coletivo urbano, combustíveis, telefonia, medicamentos e educação.

Voltando as reduções, houve a diminuição no déficit na conta-corrente de US$ 55,30 bilhões para US$ 55,10 bilhões, elevando o saldo da balança comercial de US$ 26,40 bilhões para US$ 27 bilhões. Já as estimativas para os investimentos estrangeiros diretos foram mantidas em US$ 60 bilhões.

Informações de Agência Brasil

FOTO: Ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Uso de computadores em empresas chega a 97%

Avançar »

Inflação diminui em cinco de sete capitais pesquisadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*