Inadimplência de pessoas jurídicas tem aumento em julho

Levantamento do Serasa Experian mostra alta de 4,5% no mês de julho na comparação com junho de 2011 e aumento de 16,1% em relação a julho de 2010.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Consultoria Serasa Experian divulgou nesta terça-feira, dia 30, o aumento da inadimplência de pessoas jurídicas, com alta de 4,5% em julho na comparação com o mês anterior.

Leia Mais

Serasa divulga aumento na inadimplência do consumidor em julho

Em relação a julho de 2010, houve aumento de 16,1%. Se considerado o acumulado de janeiro a julho de 2011, a alta chega a 13,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A elevação também apareceu no valor médio das dívidas, no acumulado de janeiro a julho de 2011. Débitos não bancários, como pagamento a prestadoras de serviços e lojas em geral, apresentaram um crescimento de 0,3% em comparação a igual período do ano anterior, com valor médio de R$ 736,26. Dívidas com bancos tiveram alta de 6,9% e valor médio de R$ 5.059,40. Para títulos protestados, a elevação foi 7,7%, com valor médio de R$ 1.752,53. Os cheques sem fundos tiveram crescimento de 2,2% e valor médio de R$ 2.069,58.

Segundo economistas da Serasa, a política monetária restritiva, com aumento de juros para controle da inflação, é determinante para a inadimplência das pessoas jurídicas. Para eles, as empresas são prejudicadas pelo encarecimento do capital de giro e pela desaceleração da atividade econômica.

Informações de Agência Brasil

FOTO: Ilustrativa

Compartilhar

Mercado baixa previsão para o PIB de 2011

Avançar »

Taxa de desemprego fica estável no mês de julho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*