Índice de Preços ao Consumidor sobe 6,05% em 12 meses

Destaques de acréscimos ficaram com hortaliças e legumes, panificados e biscoitos e carnes e peixes industrializados.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Em 12 meses, o Índice de Preços ao Consumidor Semanal – IPC-S teve elevação de 6,05%. O indicador chegou ao fim de abril com alta de 0,95%, leitura mais expressiva do que a apresentada na terceira medição do mês, de 0,80%.

No fim do mês passado, Transportes registraram o aumento mais significativo dentre as sete classes de despesas analisadas pela Fundação Getulio Vargas – FGV, de 2,10%. Na terceira apuração de abril, o grupo tinha subido 1,82%.

Na casa de 1% de acréscimo apareceram Vestuário (1,34%), Saúde e cuidados pessoais (1,10%) e Alimentação (1,04%). No caso deste último, os alimentos ficaram mais caros após incremento de 0,94% na terceira medição de abril. Os destaques foram hortaliças e legumes (3,71% na terceira pesquisa para 4,20% no fechamento do mês), panificados e biscoitos (-0,43% para -0,22%), laticínios (2,12% para 2,51%) e carnes e peixes industrializados (0,74% para 1,16%).

Ainda entre a terceira leitura e a medição final de abril, Habitação saiu de 0,38% para 0,47% de expansão e Despesas Diversas passaram de 0,53% para 0,81% de ampliação. Educação, leitura e recreação, contudo, deixaram um avanço de 0,36% para 0,32% na mesma comparação.

Informações de portal UOL

FOTO: ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Reajustes salariais pressionam inflação na construção civil, mostra FGV

Avançar »

Levantamento demonstra alta no preço da cesta básica em três de 17 capitais pesquisadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*