• Visualizações 304

Idosa de 107 anos é a pessoa mais velha do mundo a ficar curada do Covid-19

A holandesa Cornelia Ras, de 107 anos, se recuperou do novo coronavírus. Ela é apontada como a pessoa mais velha do mundo a ficar curada da doença. Ras completou 107 anos no dia 16 de março, um dia após foi diagnosticada com coronavírus.

Ras participou a um culto religioso com outros idosos que moram na mesma casa de repouso que ela, em Goeree-Overflakkee, uma ilha no sudoeste da Holanda. Segundo o jornal holandês “AD”.  Além da idosa mais 40 pessoas presentes no culto também contraíram a doença. Desde então, 12 morreram, na ultima segunda-feira, 6 os médicos informaram a Ras, que ela não estava mais infectada.

Maaike de Groot sobrinha de Ras disse ao jornal holandês, que, não esperavam que ela sobrevivesse ao covid-19, destacou também,  que “ela não toma remédios, ainda anda bem e se ajoelha todas as noites para agradecer a Deus. Pelo que parece, ela será capaz de continuar fazendo isso.”

Antes de Ras, o sobrevivente mais antigo de coronavírus era o americano Bill Lapschies, de 104 anos.

Informações do jornal Extra

Compartilhar

Novo Hamburgo contabiliza 24 casos de Covid-19

Avançar »

Novo Hamburgo recebe mais 15 toneladas de alimentos não perecíveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*