• Visualizações 344

Ex-jogador, treinador e dirigente de grandes clubes do Brasil morreu na manhã desta quinta-feira

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Facebook)

Valdir Espinosa morreu na manhã desta quinta-feira aos 72 anos, no Rio de Janeiro. Clubes e personalidades lamentaram a perda do ídolo em depoimentos e manifestações nas redes sociais. O velório será de 15h às 22h, no Salão Nobre de General Severiano, sede do Botafogo.

Campeão do mundo em 1983, Renato Gaúcho e Espinosa tiveram uma relação muito próxima, praticamente de pai e filho. Eles voltaram a trabalhar juntos no Grêmio em 2016. Segundo o atual treinador do Tricolor, não será fácil superar a perda de seu exemplo.

Em nota o clube lamenta a perda de Espinosa: “O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa, com imenso pesar, o falecimento de Valdir Espinosa, um dos maiores técnicos de sua história. Sob o comando de Espinosa o Grêmio abriu as portas do continente e do mundo ao Rio Grande do Sul, conquistando a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 1983.

Valdir Espinosa retornou ao Grêmio em 2016, como Coordenador Técnico e participou da conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil. Atualmente exercia o cargo de Gerente Técnico do Botafogo.

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense se solidariza com toda a família Espinosa, amigos e torcida nesse momento de dor.”

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

Compartilhar

Mega-Sena acumulada sorteia hoje prêmio de R$ 200 milhões

Avançar »

Com 11 casos, SP lidera registro de suspeitos de coronavírus no País

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical