• Visualizações 582

Demandas locais são votadas no OP do bairro Santo Afonso

Cerca de 260 pessoas do bairro Santo Afonso, compareceram na ultima quinta-feira à assembleia do Orçamento Participativo (OP). O evento ocorreu no Ginásio da Igreja Sagrado Coração de Jesus. Na ocasião o prefeito Luis Lauermann realizou uma breve prestação de contas dos investimentos e das conquistas que o OP já trouxe para o bairro Santo Afonso. Entre as obras ele citou a reforma da UBS Santo Afonso, a construção da Praça da Juventude e da Escola de Educação Infantil Leonel Brizola, além da recuperação da Casa de Bombas da Vila Palmeira. “Estas são conquistas escolhidas por vocês, e hoje teremos novas demandas que serão inseridas no nosso Orçamento Municipal”, descreveu o prefeito. Após o relato, o secretário Geral de Governo e Relações Comunitárias, Gilnei Andrade, liderou o evento e orientou o processo de votação. Os participantes tiveram a oportunidade de escolher as demandas prioritárias para o Município e para a região do bairro, além de escolher os delegados que representarão a localidade nas próximas etapas do processo. As assembleias continuam até o mês de setembro e toda a comunidade está convidada a participar (confira a sua região no calendário abaixo). O OP é organizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Geral de Governo e Relações Comunitárias (SGG).

Comunidade mobilizada

Para as votações das demandas gerais, vários grupos da comunidade local se mobilizaram, convidando amigos e pessoas próximas ou de entidades. Entre esses grupos estava a diretora da EMEF Harry Roth, Carla Andréa Algayer, que destacou a questão da segurança nas escolas. “Precisamos votar e dar ênfase a este aspecto”, disse em sua exposição. Ela também reafirmou a importância do OP como ferramenta de participação. “Acredito na democracia, para mim ela é tudo”, completou.

Da mesma forma, nas demandas locais, outro grupo que se destacou pela organização e mobilização foi o do Centro Social Madre Regina. Uniformizados e com cartazes, o grupo levantou a bandeira das reformas do muro e grades da entidade. A educadora Demari Kegler Wagner relatou como foi o processo de movimentação. “Nos organizamos muito rapidamente para termos mais peso neste evento que é muito bom, pois é o povo que decide”, citou. Atualmente o Centro Social Madre Regina atende cerca de 102 crianças do bairro. No final da assembleia, o esforço tanto de Carla como Demari foi compensado. As duas demandas ficaram entre as mais votadas. Confira abaixo o resultado final.

Demandas Locais Santo Afonso

1- Educação:Reforma elétrica e troca do forro da EMEF Caldas Júnior

Construção do Muro na EMEF Harry Roth

2- Desenvolvimento Social:

Reforma do muro e grades do Centro Social Madre Regina

3- Obras Públicas:

Canalização da Rua Capanema

Demandas Gerais

1- Educação:

Aprimoramento das condições de segurança da rede municipal

2 – Desenvolvimento Social:

Adaptação dos espaços da SDS para pessoas com deficiência

3 – Esporte e Lazer:

Academias de ginástica ao ar livre

 

Foto: (Robson Nunes)

Compartilhar

Começa sábado a campanha contra a poliomielite

Avançar »

Escritora retrata em exposição convívio com os idosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*