Chegada do frio representa 21% de aumento nas vendas de roupas e calçados

Mês de junho também deverá apresentar aumento de 15% nas vendas em outros setores, como móveis, eletrodomésticos e materiais de construção, em comparação com os meses do início do ano.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter)

No começo do inverno, as famílias separam as roupas e os calçados que não servem e que serão mais usados e iniciam a procura de novas peças para suprir o vestuário.

Manter o corpo quente é um dos objetivos dos consumidores nesta época do ano. As temperaturas baixas fazem com que o comércio fique movimentado e aquecido no mês de junho.

De acordo com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS, a estimativa é que a chegada do frio aumente as vendas de roupas e calçados em 21%, comparando com as vendas do mês de abril.

“O aumento nas vendas nesta época do ano é tradicional no estado. O frio faz com que os consumidores comprem mais roupas e calçados nos meses de maio e junho. As pessoas buscam peças para compor o guarda-roupa e espantar as baixas temperaturas. Se compararmos o mesmo período no ano passado, o crescimento deve ficar entre 3% e 6%”, ressaltou o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

O mês de junho também deverá apresentar aumento de 15% nas vendas em outros setores, como móveis, eletrodomésticos e materiais de construção, em comparação com os meses do início do ano. Segundo a FCDL-RS, muitos consumidores aproveitam esta estação para comprar aquecedores, chuveiros e materiais para efetuar melhorias nas residências.

Informações de FCDL-RS/CDL-NH

FOTO: reprodução / arquivo

Compartilhar

Novo Hamburgo no clima da Copa do Mundo

Avançar »

Utilidade Pública | Prefeitura atende em horários alternativos durante a Copa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*