• Visualizações 575

Equipe do Peru pode ser desclassificada da Libertadores por racismo

Em artigo do Regulamento Disciplinar da Conmebol é previsto uma multa de US$ 3 mil ao clube. Pelo twitter, a entidade e posicionou prometeu analisar o caso.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O clube peruano Real Gargliaso poderá sofrer punição da Conmebol por conta de ato racista de seus torcedores contra o volante Tinga do Cruzeiro, na partida de estréia de ambas as equipes na fase de grupos da Libertadores, em Huancayo – PER. O time é passível até de uma eventual desclassificação da competição, de acordo com o Regulamento Disciplinar da entidade.

No artigo 12 do documento, é previsto uma multa de US$ 3 mil ao clube quando há um ato de racismo. Além disso, o tribunal da Conmebol pode decidir aplicar outras penas como, jogar de portões fechados, concessão da vitória do encontro pelo resultado que se considere e a perda dos pontos e proibição de jogar uma partida em um estádio determinado.

Pela rede social twitter, a Conmebol se posicionou e prometeu analisar o caso. O técnico da raposa, Marcelo Oliveira, que lamentou o ocorrido classificou o que aconteceu com uma um atitude ultrapassada.

Informações de Lancenet

Foto: Reprodução /bloguerreiro.com

Compartilhar

Lucro líquido de R$ 791,6 milhões em 2013 é divulgado pelo Banrisul

Avançar »

Campanha contra exploração sexual de crianças e adolescentes no carnaval é lançada pelo Governo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*