• Visualizações 486

Expointer começa a receber os animais em Esteio

35ª edição terá 7.927 animais inscritos e os mais de 500 mil visitantes esperados pela organização, entre os dias 25 de agosto e 02 de setembro.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Este domingo, dia 19, foi dedicado aos últimos retoques para receber, a partir das 08 horas desta segunda-feira, dia 20, os 7.927 animais inscritos e os mais de 500 mil visitantes esperados pela organização da 35ª Expointer, entre os dias 25 de agosto e 02 de setembro.

A participação do segmento de máquinas e equipamentos agrícolas será ampliada em 10%, segundo o presidente do Simers, Claúdio Bier. Com a presença de 10,2 mil pequenos produtores já confirmada pela Fetag, a expectativa é de vendas em alta, conforme antecipa o chefe de exposições e feiras da Secretária Estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio – Seapa, Honório Franco.

Entre as novidades da 35ª edição, o diretor do parque, Telmo Motta Junior, destaca a maior agilidade no acesso com a ampliação de 12 para 20 bilheterias no portão 02, responsável pelo ingresso de 170 mil pessoas no ano passado. Outra melhoria para o público é a criação de mais 03 mil vagas para estacionamento, com entrada pela Aavenida do Parque, na altura dos portões 15 e 16.

Depois da estiagem que assolou as lavouras gaúchas e provocou quebras superiores a 40% da produção de grãos do Estado, a direção da 35ª Expointer criou uma área exclusiva para receber empresas especializadas em sistemas de irrigação. O setor, localizado próximo ao acesso do portão 13, reúne algumas das maiores marcas do segmento, como o Grupo Fockink, de Panambi, e a Lindsay, de São Paulo.

O espaço será complementado por estandes do Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e da Seapa, que informarão os agricultores sobre o programa Mais Água, Mais Renda, lançado pelo governo gaúcho em abril deste ano e que prevê a redução dos juros de financiamento e subsídios em percentuais da primeira e da última parcela dos financiamentos de acordo com cada faixa produtiva.

Outra inovação envolve os pavilhões de gado leiteiro. A colocação de sacos de areia com o objetivo de delimitar a área dos animais deve reduzir o uso de feno e melhorar a qualidade de acomodação dos animais. Ontem, boa parte dos funcionários do parque intensificou o ritmo de trabalho no local.

Informações de  Jornal do Comércio

FOTO: Jean Schwarz / Agencia RBS

Compartilhar

Receita Federal libera restituição do terceiro lote do IR 2012

Avançar »

Brasil é o quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*