• Visualizações 622

Inadimplência das empresas tem maior queda no período de março para abril desde 2007

Na avaliação dos economistas da Serasa, alguns setores já se beneficiam dos juros mais baixos no crédito e dos estímulos ao consumo anunciados pelo governo.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A inadimplência das empresas recuou 9,5% em abril na comparação com março. De acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira, dia 29, pela empresa de consultoria Serasa Experian, é a maior queda verificada para o período desde 2007, quando a redução chegou a 11,1%.

Na comparação com abril do ano passado, no entanto, a inadimplência apresentou alta de 11,8%. No período acumulado de janeiro a abril, o aumento chega a 18,7%. Na avaliação dos economistas da Serasa, alguns setores já se beneficiam dos juros mais baixos no crédito e dos estímulos ao consumo anunciados pelo governo.

“De qualquer forma, o efeito ainda não é generalizado entre as empresas e é preciso considerar também que vários setores sofrem mais os impactos da crise global, via redução das exportações e do crédito externo”, destaca comunicado divulgado pela Serasa.

As dívidas não bancárias, que são de cartões de crédito e com financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água, tiveram um valor médio de R$ 776,77, o que representou um crescimento de 4,4% no primeiros quatro meses do ano em relação ao mesmo período do ano passado.

As dívidas com bancos tiveram um valor médio de R$ 5.285,55, 4,2% a mais do que no primeiro quadrimestre de 2011. Nos títulos protestados, o valor médio verificado no primeiro quadrimestre foi R$ 1.894,26, com elevação de 11,1%. Os cheques sem fundos tiveram, nos quatro primeiros meses de 2012, um valor médio de R$ 2.196,79, representando um aumento de 7,1% na comparação com o primeiro quadrimestre do ano anterior.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / jornale

Compartilhar

Emprego industrial cai 0,4% em março, segundo IBGE

Avançar »

Início de onda de frio e baixas temperaturas trazem possibilidade de neve para o Rio Grande do Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*