Câmeras na BR-116 são responsáveis por 20 multas diárias

Estacionar e transitar em local proibido são as duas infrações mais cometidas: correspondem por 35% e 30% das multas, respectivamente.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Uma média de 20 multas foi aplicada todos os dias na BR-116 pelo monitoramento por câmeras nos primeiros quatro meses de funcionamento do sistema, no trecho entre Porto Alegre e Novo Hamburgo. O total é de 2.357 infrações até 22 de janeiro.

A Polícia Rodoviária Federal – PRF colocou em prática seu plano de ação para coibir as infrações de trânsito no terceiro trecho mais movimentado do país no dia 29 de setembro do ano passado – 30% dos acidentes nas rodovias federais do Rio Grande do Sul ocorrem neste intervalo. Em uma central de operações, 24 câmeras monitoram o tráfego dos 130 mil veículos.

Estacionar em local proibido é a infração mais cometida – corresponde a 35% das multas. Transitar em local proibido vem logo depois, com 30%. Outras autuações verificadas são caminhões trafegando pela faixa da esquerda e ultrapassagens pela direita.

VELOCIDADE – As câmeras até podem registrar a velocidade dos veículos, mas ainda não há um entendimento jurídico sobre a aplicação de multas por excesso de velocidade pelas câmeras. As imagens ficam armazenadas por até 30 dias e podem ser visualizadas durante todo esse período.

Informações de Zero Hora

FOTO: Miro de Souza / Agencia RBS

Compartilhar

Rio Grande do Sul bate recorde de consumo de energia

Avançar »

Anatel promete média de redução de 10% em tarifas telefônicas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*